Menu
Inicio Saúde Hailey Bieber falou pela primeira vez sobre o AVC que sofreu

Hailey Bieber falou pela primeira vez sobre o AVC que sofreu

Num vídeo publicado no seu Instagram, a modelo relata o que foi “o momento mais assustador” da sua vida.

Hailey Bieber

Ao fazer um desejo de ano novo, a maioria de nós pede sorte no amor, no trabalho ou no dinheiro. Mas há algo muito mais importante que nem sempre consideramos: a nossa saúde, que é a base de tudo. É fundamental cuidarmos de nós mesmos, para garantir a melhor qualidade de vida possível.

No entanto, mesmo com estes cuidados, a vida pode nos dar um susto ocasional como aconteceu com Hailey Bieber. Há algumas semanas atrás, a modelo sofreu um AVC. Uma experiência que a própria define como “o momento mais assustador” da sua vida. Agora, Hailey decidiu contar a sua experiência num vídeo publicado no seu Instagram.

A aterradora experiência

No dia em que tudo aconteceu, Hailey estava a tomar o pequeno-almoço com Justin quando começou a notar uma sensação estranha no braço direito e, mais tarde, percebeu como as pontas dos dedos ficaram dormentes. Quando Justin perguntou se conseguia falar, Hailey apercebeu-se que não. “O lado direito do meu rosto começou a cair, eu não conseguia pronunciar uma única frase. Imediatamente, pensei que estava a ter um derrame”, conta a modelo no vídeo.

Além de tudo o que se estava a passar, a sua ansiedade estava “a tornar tudo ainda pior”. Assim que Hailey chegou ao hospital, voltou ao normal. “Eu conseguia falar, e não fiquei com nenhum problema com meu rosto ou braço”, explicou no vídeo.

Depois de realizar vários testes, os médicos concluíram que a modelo havia sofrido um ataque isquémico transitório, também conhecido como mini-derrame, devido a um coágulo sanguíneo e à falta de oxigénio que o seu cérebro experimentou. Mas os médicos apontaram mais uma possível conclusão. Hailey havia passado a tomar a pílula sem consultar um médico e teve covid-19 – aspetos que podem ter afetado aquele episódio.

Depois o incidente, Hailey visitou a Universidade da Califórnia, em Los Angeles, onde foi diagnosticada com FOP grau 5 (o “mais alto”), com um pequeno buraco no coração que media entre 12 e 13 milímetros.

Apesar de tudo, a modelo agradece por ter superado essa situação complicada. “Sinto-me realmente aliviada por termos conseguido resolver tudo, por podermos fechar este episódio, por poder ultrapassar essa situação realmente assustadora e apenas viver a minha vida,” disse.

Agora, a modelo toma aspirina e anticoagulantes diariamente e não sofreu com mais nenhum sintoma relacionado. Por fim, aproveitou para agradecer aos médicos que lhe salvaram a vida.

Brand Story