Menu
Inicio Beleza Aqui está o guia de vitamina C para a pele que precisa...

Aqui está o guia de vitamina C para a pele que precisa de conhecer

Os benefícios deste antioxidante vão muito além do brilho da pele.

guia vitamina C para a pele

Provavelmente a primeira coisa que chega à sua mente ao pensar em vitamina C é uma imagem de frutas cítricas ou, então, a sua capacidade de manter o sistema imunológico saudável. Mas esta vitamina tem vários benefícios para a pele que muitos desconhecem.

Por esse motivo, preparamos um guia que explica o que é este antioxidante e também como deve incluí-lo na sua rotina e cuidados com a pele (alerta de spoiler: um bom sérum de vitamina C é o nosso favorito!).

O que é a vitamina C?

Também conhecida como ácido ascórbico, a vitamina C é um antioxidante solúvel em água que desempenha papéis importantes na função imunológica e na saúde da pele devido às suas capacidades de proteção e combate dos radicais livres. Embora seja crucial para essas funções biológicas, “os humanos não são capazes de sintetizar a vitamina C no corpo, por isso ela deve ser obtida por meio da alimentação”, explica o nutricionista Stefani Sassos à Good Housekeeping.

Existem benefícios distintos para a pele quando esta vitamina é obtida através da alimentação, de suplementos ou por via tópica. “Quando tomado por via oral, pode promover o crescimento de colagénio e ajudar a acelerar o processo de cicatrização das feridas” diz a nutricionista Amy Fisher. Por outras palavras, ajuda a manter a saúde geral da pele.

Quais são as formas de vitamina C nos cuidados com a pele?

Existem várias formas de vitamina C, mas a sua forma mais estudada no cuidado de pele é o ácido L-ascórbico. Os seus derivados (como ascorbil fosfato de magnésio e ascorbil palmitato) são menos ativos, mas mais estáveis e também podem ser menos estimulantes para aqueles que têm sensibilidade ao ácido ascórbico.

Quais são os benefícios da vitamina C para a pele?

“A vitamina C é um antioxidante bem conhecido nos cuidados com a pele”, diz Lian Mack, dermatologista na cidade de Nova York. Aqui estão os principais benefícios desta vitamina quando aplicada topicamente na pele:

Protege as células da pele dos danos ambientais

A principal função da vitamina C na pele é o seu poder antioxidante, protegendo dos danos celulares causados pelos radicais livres. “Os radicais livres são as moléculas produzidas pelo corpo quando expostas à radiação do sol, tabaco, fumo, raios X ou outras fontes que são altamente reativas”, explica Mack. A vitamina C neutraliza esses radicais livres, evitando que danifiquem a pele.

Ao contrário dos protetores solares que absorvem ou refletem os raios ultravioleta prejudiciais do sol para prevenir queimaduras solares, a vitamina C tópica oferece proteção por meio do seu papel como antioxidante. Uma vez que não tem o mesmo mecanismo de ação de um protetor solar, a vitamina C não é um protetor solar e nunca deve substituir seu FPS. No entanto, estes dois complementam-se e podem ser combinados para obter os melhores efeitos.

Ilumina a pele e reduz a hiperpigmentação

O ingrediente também é um dos padrões de ouro para o tom da pele e para aumentar o brilho. “A vitamina C é um clareador de pele bem conhecido, impedindo a produção de melanina e, por fim, de manchas escuras, resultando numa tez mais uniforme”, explica Mack.

Dá firmeza à pele e promove a produção de colagénio

A nossa pele é feita de colagénio e elastina, proteínas que lhe dão estrutura e elasticidade. À medida que envelhecemos, a produção de colagénio diminui e a nossa pele parece menos firme. “A aplicação diária de vitamina C ajuda a manter a integridade do colagénio que possuímos, evita a rápida degradação e promove ainda produção de colagénio”, diz Mack.

Funciona com outros antioxidantes

A vitamina C funciona sinergicamente com os antioxidantes vitamina E e ácido ferúlico para reduzir os danos UV na pele. Um estudo no Journal of Investigative Dermatology mostrou que uma combinação de vitamina C, E e ácido ferúlico não só oferece melhor estabilidade das vitaminas C e E, mas também melhora a proteção UV da pele.

Qual é a melhor maneira de usar vitamina C na pele?

O horário ideal para usar um produto para a pele que contenha vitamina C, como um sérum ou um hidratante, é pela manhã. “A aplicação é melhor durante o dia junto com protetor solar”, diz o especialista Mack. Desta forma, “otimizará os benefícios do seu protetor solar, mas também ajudará a prevenir os danos dos radicais livres”, acrescenta a médica dermatologista Roberta Del Campo.

Embora seja mais usada na parte da manhã, a vitamina C também pode ser aplicada à noite se pretender diminuir o aparecimento de descoloração da pele” diz Del Campo. Uma vez que cada produto com vitamina C é formulado de maneira única, use sempre o seu produto conforme as instruções na embalagem para obter os melhores resultados.

Quais são os efeitos colaterais da vitamina C?

“A vitamina C tópica é bem tolerada pela maioria das pessoas, mas em casos muito raros, alguns indivíduos podem desenvolver uma reação de hipersensibilidade”, diz Mack. Pessoas com doenças como eczema e rosácea podem estar mais suscitáveis a ter esta reação. Uma vez que a vitamina C é formulada com um pH ácido para permanecer eficaz, este pode agravar potencialmente essas barreiras cutâneas já comprometidas.

Para prevenir a irritação excessiva da pele, evite combinar vitamina C com retinol, que é conhecido por causar vermelhidão e irritação, e ingredientes esfoliantes como alfa-hidroxiácidos. Com séruns e hidratantes, comece devagar, com uma concentração mais baixa e aumente para duas vezes ao dia conforme achar que a sua pele tolera.

“Usar uma percentagem muito alta de vitamina C pode ser muito irritante para a pele, causar vermelhidão e fazer com que a pele fique mais seca”, explica Del Campo. A especialista recomenda aderir a fórmulas com uma concentração de vitamina C de 10 a 20% para ter eficácia sem irritação.

O que procurar ao comprar produtos com vitamina C

A vitamina C é altamente eficaz na sua forma pura com ácido ascórbico, mas é um ingrediente complicado de se formular porque é muito instável e pode facilmente se degradar com a exposição ao oxigênio, luz, água e pH alto. Isto significa que, embora seja um ingrediente estrela, as suas propriedades benéficas são difíceis de estabilizar.

Aqui estão os fatores mais importantes a serem observados ao comprar produtos de vitamina C para a pele:

  • Um recipiente escuro para proteger contra os danos causados ​​pela luz;
  • Um recipiente hermético para evitar a degradação do oxigénio;
  • Um pH baixo (cerca de 3,5) para manter o ácido ascórbico estável e ajudar a vitamina C a penetrar na pele;
  • Ingredientes como vitamina E e ácido ferúlico que podem melhorar a estabilidade da fórmula e trabalhar em sinergia para aumentar os benefícios.

Artigo via: Good Housekeeping

Brand Story