Menu
Inicio Nutrição Deixar de comer glúten trava mesmo o inchaço?

Deixar de comer glúten trava mesmo o inchaço?

Algumas mudanças alimentares podem diminuir a sensação de inchaço devido à alteração do equilíbrio bacteriano nos intestinos.

Ter um corpo definido, tonificado ou pelo menos não ter inchaço abdominal são os desejos da maioria das mulheres. Um dos maiores entraves a esse inchaço pode ser o glúten, a proteína que tem vindo a ganhar fama, negativamente.

O glúten é uma proteína que se encontra, essencialmente, em três cereais: no centeio, no trigo e na cevada. Cada vez mais se fala nesta proteína, especialmente devido ao facto de as intolerâncias a esta substância estarem a aumentar e a cada vez mais pessoas serem diagnosticadas com este problema.

Apesar de existirem vários níveis da doença celíaca (a intolerância ao glúten), há alguns sintomas comuns que podem ajudá-la a decifrar se sofre desta condição.

Segundo a Associação Portuguesa de Celíacos, este são os principais sintomas de intolerância ao glúten:

  • Diarreia crónica ou prisão de vente
  • Distensão/inchaço abdominal
  • Vómitos
  • Atraso no crescimento
  • Perda ou aumento de peso insuficiente
  • Alterações de humor / irritabilidade

No entanto, estes sintomas podem ser confundidos com uma série de outras patologias, pelo que é essencial que consulte o seu médico e realize os exames convenientes para obter um diagnóstico.
Ainda que, caso não tenha nenhuma intolerância diagnosticada, não deve subtrair nenhum grupo alimentar ou nenhum alimento da sua dieta, um estudo da Universidade de Copenhaga afirma que cada vez existem mais pessoas a deixar o glúten fora da alimentação.

 

Eliminar o glúten faz bem à saúde?

Este grupo de investigadores dinamarqueses provou que uma dieta pobre em glúten, mas rica em fibra provoca alterações à flora bacteriana presente no intestino. Esta alteração leva a um decréscimo do desconforto intestinal e ainda à diminuição da sensação de inchaço abdominal.

Esta pesquisa sugere ainda que excluir o glúten pode mesmo estar associado a uma ligeira perda de peso, tudo devido às alterações que ocorrem a nível bacteriano, no intestino. Não basta, no entanto, diminuir a ingestão de glúten. É fundamental que garanta um aumento de fibra, dado que é a fibra que garante as alterações fundamentais ao funcionamento do intestino.

Os investigadores concluíram que, na verdade, não é a redução de glúten a principal responsável por se sentir mais inchada, mas as alterações que acontecem ao nível intestinal. O que causa estas alterações? O facto de deixar de ingerir trigo e centeio, ao mesmo tempo que substitui estes dois cereais por alimentos mais ricos em fibra, como são:

  • vegetais
  • arroz integral
  • milho
  • aveia
  • quinoa

As dietas com pouco glúten, segundo os autores dinamarqueses têm-se provado eficazes na redução de problemas de inflamação gastrointestinal, que afetam cerca de 20% da população ocidental. Ainda assim, note que ainda não existem diretrizes imediatas de que deve excluir totalmente o glúten.

Lembre-se de que é fundamental assegurar um regime alimentar variado e nutricionalmente completo para ser saudável. Se está a pensar eliminar o glúten consulte o seu médico de família e um nutricionista para fazer a transição da melhor forma possível.

Veja a galeria a cima e descubra os alimentos permitidos e proibidos se quer eliminar o glúten da dieta.

 

+WH: Nutricionista revela 7 causas e 13 soluções para o inchaço abdominal

 


Mais sobre glúten

https://www.womenshealth.pt/nutricao/alimentos-sao-isentos-gluten/

Brand Story