Menu
Inicio Nutrição Glúten. Será que o deve evitar se não for intolerante?

Glúten. Será que o deve evitar se não for intolerante?

A nutricionista Maria Travassos responde.

De acordo com a Direção Geral de Saúde, o glúten é um conjunto de proteínas que se encontra no endosperma (tecido vegetal) de cereais como o trigo, a cevada, o centeio e a aveia.

Para aqueles com doença celíaca, uma condição que afeta 1 a 3% da população portuguesa, este conjunto de proteínas tem de ficar fora do menu. O tratamento, passa assim por eliminar, de forma total, estes alimentos do dia-a-dia.

Deve ainda dar-se especial atenção aos produtos híbridos e derivados e à contaminação cruzada – que ocorre com a exposição acidental ao glúten.


https://www.womenshealth.pt/nutricao/aprenda-escolher-pao-saudavel/


Muitas vezes não diagnosticada, esta doença autoimune tem como sintomas a diarreia, a distensão abdominal, atraso de crescimento, diminuição do apetite, perda de peso, atrofia muscular, irritabilidade e letargia.

A Associação Portuguesa dos Nutricionistas recomenda que, perante os sintomas mencionados, se façam análises ao sangue e fezes, testes serológicos (para verificar a existência de anticorpos da doença celíaca) e uma biópsia ao intestino para confirmar o diagnóstico.

 

Devo evitar o glúten mesmo se não for intolerante?

O glúten apresenta-se como um risco apenas em casos de intolerância alimentar.

“Existem dois graus de intolerância ao glúten: a intolerância ligeira, conhecida como a sensibilidade ao glúten não celíaca, e a forma severa, uma doença autoimune denominada de doença celíaca, na qual os danos a nível gástrico atingem o epitélio intestinal”, explica Maria Travassos, nutricionista e nutricoach no Health Club Visconde, em Cascais.

Na verdade, e segundo um estudo do Journal of the Academy of Nutrition and Dietetics, não existe qualquer indicador de que evitar o glúten tenha benefícios para o ser humano que não sofre da doença.

Na verdade, a eliminação deste conjunto de proteínas pode até ser prejudicial: para remover o glúten da lista de ingredientes, os produtores adicionam, por vezes, outros extras – como é o caso de gordura, açúcar ou amido.

“Associada à convicção de que os alimentos com glúten são nocivos para a saúde está muita vezes a desresponsabilização de todos os produtos que ostentam o rótulo ‘sem glúten’ ou ‘glúten free’. É importante ter em conta que estes produtos apenas omitem o glúten da sua composição, sendo que muitos deles continuam a ter níveis de açúcar e gordura de má qualidade semelhantes ou até superiores aos produtos tradicionais”, explica a especialista.

Se não for intolerante ao glúten não se justifica exclui-lo da sua alimentação. Lembre-se de confirmar os rótulos dos alimentos, para garantir que sabe o que está a colocar no seu corpo”.


Leia também:

https://www.womenshealth.pt/nutricao/receita-wh-barritas-sem-gluten-acucares-refinados/


 

Brand Story