Menu
Inicio Treino Experimentei o treino de J.Lo durante uma semana. Eis o que aconteceu

Experimentei o treino de J.Lo durante uma semana. Eis o que aconteceu

A editora da edição norte-americana da Women’s Health colocou o corpo à prova.

J.Lo
Fotografia: Instagram oficial @J.Lo

Facto: Jennifer Lopez tem uns abdominais de sonhas e muitas mulheres treinam para os conseguir alcançar e sabemos bem porquê! Desde a sua performance em Ousadas e Golpistas à sua atuação no Super Bowl até às suas publicações no Instagram.

Dito isto, não pude deixar de pensar no quão difícil seria fazer uma semana de rotinas abdominais, tal como Jennifer Lopez. Ela tem todos os recursos do mundo quando se trata de PTs, nutricionistas e tempo para fazer exercício. Mas e eu? Posso conseguir treinar como J.Lo? Em nome de tudo o que é a Women’s Health, decidi tentar.

Dia 1: Circuito abdominal de J.Lo

De acordo com o PT de J.Lo, Dodd Romero, a atriz tem uma rotina de abdominais bastante intensa. Dito isto, joguei futebol na faculdade, levantei uma tonelada ao longo dos anos e, não para me gabar, mas fui atleta toda a minha vida. Estava mais do que confiante de que podia lidar com a tarefa, por mais “difícil que fosse”.

MADDIE HOWARD/JEWELYN BUTRON

Para referência, esta é a rotina abdominal de J.Lo:

Set 1

50 hanging ab raises
50 rope crunches
50 incline sit ups com disco de 20kg

Set 2

Igual ao primeiro set, mas com 35 repetições.

Set 3

Igual ao primeiro set, mas com 21 repetições.

Por isso, sim, pensei que ia ficar bem. Não me me dei bem. Não passei de cinco ou seis repetições dos hanging ab raises. É seguro dizer que as minhas expectativas para ser capaz de fazer um circuito que J.Lo tem feito durante anos eram muito altas, e por isso reduzi cada set em 10-15 repetições.

Basicamente, uma rotina de abdominais que pensei que não me levaria mais de 25 ou 30 minutos levou-me uma hora, se não mais… e eu só fiz cerca de metade das repetições. No dia seguinte, senti-me como se tivesse levado um murro no intestino várias vezes. Foi apenas o primeiro dia da minha experiência de exercício, e até agora não estava a correr bem.

Dia 2: Introdução à dança do varão

Sabemos que J.Lo teve de praticar muito para o filme Ousadas e Golpistas e para a sua performance no Super Bowl. Foi justo que eu também tentasse fazer dança do varão, por isso levei as minhas habilidades (ou, falta delas?) ao Body & Pole. Um dos próprios treinadores do estúdio, Irmingard Mayer, apresentou-se ao lado de J.Lo durante o Super Bowl.

MADDIE HOWARD/JEWELYN BUTRON

Irmingard assegurou-me que quando se trata de aulas de nível de principiante, havia sobretudo um foco na coordenação corporal básica, como “descobrir a distribuição de peso e saber como envolver diferentes grupos musculares”, explicou.

Envolvi diferentes grupos musculares. Eu e os meus abdominais já doridos aprendemos movimentos diferentes focados no core. Foi fácil? Não, não, não, não. Foi divertido? Muito, muito.

Dia 3: Hot Yoga

Quando acordei na manhã seguinte à dança do varão, os meus abdominais doíam. Disseram-me para me deitar e voltar a dormir. Mas, infelizmente, eu tinha um lugar para estar, especificamente num estúdio de yoga, já que aparentemente é isso que J.Lo faz nos seus dias de recuperação ativa.

MADDIE HOWARD/JEWELYN BUTRON

Fui até ao Estúdio de Yoga Y7 e desenrolei o meu tapete para fazer uma sessão de “WeFlowHard Vinyasa”. Eu não fazia hot yoga (ou qualquer tipo de yoga) há anos, mas o estúdio Y7 era bonito, e tudo estava decorado numa combinação de cores esteticamente agradável a preto e branco, por isso senti-me muito em paz.

Entrei na sala escura, quente e iluminada por velas e as vibrações pareciam muito frias. Estavam todos deitados de costas e a respirar. Mas então o instrutor entrou e começou a dar-nos posições difíceis de fazer.

A parte mais difícil? Lidar com o facto de que este era suposto ser a forma de exercício “fora-de-dia” de J.Lo. Hot yoga (para mim) foi facilmente o treino mais difícil de sempre!!!

Dito isto, saí da aula mais relaxada, pelo menos. Não tive outra escolha. Mal conseguia pensar, quanto mais mexer-me). Acordei na manhã seguinte mais dorida do que antes.

Dia 4: Desafio do TikTok de J.Lo

Depois de três dias de intensidade absoluta, é seguro dizer que eu e os meus abdominais precisávamos de um dia para recuperar. Olhei-me ao espelho. Infelizmente, ainda não há um six-pack. O que poderia fazer que ainda me desse vibrações J.Lo mas não me fizesse morrer? A resposta: TikTok.

Fiquei atraída pelos vídeos #JLoSuperBowlChallenge da app, que consistia em pessoas que tentavam imitar uma parte da sua música ‘On The Floor’ durante a rotina do Super Bowl. Há muitos saltos envolvidos. Uma tonelada de cardio. Pensei que podia fazer isto! Estou na casa dos 20!

Bem, se alguém já tentou dizer-lhe que aprender danças do TikTok não é difícil, eles estão a mentir.

Basicamente, depois de cerca de 300 tentativas e de fazer com que a irmã de 15 anos do meu namorado me explicasse como criar efeitos de vídeo, desisti e aceitei que não sou a Charli D’Amelio nem nunca serei.

Dia 5: Circuito abdominal de J.Lo parte II

No meu último dia, estava na hora de testar os meus abdominais uma última vez, repetindo o circuito do primeiro dia. Melhorarias?

Admito que temi este momento toda a semana, e a melhor maneira de resumir o treino final dos abdominais é o seguinte: não foi bonito. Estava tão dorida dos dias anteriores que tive ainda mais dificuldade em terminar este circuito do que da primeira vez. No segundo set, decidi desistir.

MADDIE HOWARD/JEWELYN BUTRON

Em conclusão, a rotina abdominal de J.Lo é muito difícil. Eu diria que é quase impossível, a não ser que tenha uma abundância de tempo e dinheiro para planear habilmente os seus treinos para que possa treinar consistentemente o suficiente para construir a sua base de força central. Não tenho nada disso, mas não faz mal, ser a J.Lo por uns dias foi bom o suficiente.

Artigo escrito por Madeline Howard, editora da edição norte-americana da Women’s Health.

Brand Story