Menu
Inicio Uncategorized Escute o silêncio dos seus ossos

Escute o silêncio dos seus ossos

Dia 20 de outubro é o dia mundial da osteoporose e necessitamos de celebrar este dia porque se trata de uma doença “silenciosa” lenta e por vezes indolor, que muitas vezes só se manifesta após uma queda e consequente fratura.

Andréa Marques
osteoporose

POR Andréa Marques – Enfermeira, Serviço de Reumatologia CHUC, Escola Superior Enfermagem de Coimbra

Conte até três! Algures no mundo um osso acabou de ser fraturado como consequência da osteoporose. Só em Portugal, todos os anos registam-se 40 mil fraturas ósseas devido à osteoporose.

A osteoporose é uma doença esquelética caraterizada pela perda de densidade mineral óssea, que provoca alterações na microarquitectura do osso. Estima-se que afete os ossos de cerca de 800 mil portugueses, tornando-os mais frágeis e quebradiços, reduzindo drasticamente a sua qualidade de vida e impedindo atividades diárias básicas.

Os ossos começam-se a formar ainda no útero, crescendo até formar o esqueleto adulto. O tecido ósseo está em constante transformação, sendo produzido diariamente novo osso, mais forte e reabsorvido osso velho, mais frágil. Este processo é fundamental para a manutenção de um osso saudável, mas também para manter um equilíbrio os minerais armazenados no osso que podem ser necessários ao funcionamento de outros órgãos, como o cálcio e o fósforo. Quando somos jovens, criamos mais rapidamente osso novo do que destruímos osso velho, e a massa óssea aumenta. A maioria das pessoas atinge o pico de massa óssea por volta dos 30 anos de idade. Depois disso, a remodelação óssea continua, mas começa-se a perder mais massa óssea do que a se ganha. Daí que quanto maior o pico de massa óssea, mais quantidade de osso existe de reserva e menor a probabilidade de desenvolver osteoporose com o aumento da idade.

Por isso, todos devem pensar na Osteoporose ou na manutenção de ossos saudáveis. Quando somos crianças, adolescentes ou jovens adultos devemos ter uma dieta saudável e fazer exercício de forma a atingir uma boa massa óssea. Quando somos mais velhos devemos preocupar-nos em manter cuidados para não perder massa óssea e procurar diagnosticar a osteoporose antes da existência de fraturas. Quando já existem fraturas, devemos tratá-las e tentar evitar novas fraturas.

Felizmente, estão disponíveis tratamentos preventivos, que podem ajudar a manter ou aumentar a densidade óssea.

Para quem já sofre de Osteoporose, avaliação do risco de fratura é essencial, e pode ser feita em nossas casas, através do site e do OssosFortes.pt. Esta é uma ferramenta de fácil utilização e aferido para a nossa população. Para aqueles que já sofrem de Osteoporose, um diagnóstico rápido e avaliação do risco de fratura são essenciais, na medida em que existem terapêuticas farmacológicas e não farmacológicas disponíveis que podem atrasar ainda mais a perda de osso ou aumentar a densidade óssea.

A prevenção da perda óssea é preferível ao seu tratamento, dado que uma vez que tal já tenha ocorrido, as alterações da microarquitetura óssea tornam-se irreversíveis.

Os ossos estão connosco sempre. Mantenha os seus saudáveis e “Impeça a Osteoporose de Quebrar a Sua Rotina”!

Brand Story