Menu
Inicio Saúde Eis para que serve aquele bolsinho nas suas cuecas

Eis para que serve aquele bolsinho nas suas cuecas

Se alguma vez se questionou sobre as características de design das cuecas femininas, considere isto como o seu guia.

Com a quantidade de mensagens que varrem diariamente a Internet, para algo que lhe mereça atenção precisa realmente de ser divertido ou incrivelmente útil. No caso de Hannah Warling, uma criadora digital baseada em Los Angeles, ela conseguiu marcar as duas caixas com uma dica genial.

Partilhando-a com os seus mais de 205 mil seguidores, Warling fez a genial descoberta de a marca “pé de camelo” pode realmente ser evitada de forma bastante simples. Basta encher o seu bolsinho das cuecas com a almofada de um sutiã.

Mas enquanto a maioria parecia apontar para os estilistas, perguntando porque não podiam apenas desenhar melhores cuecas ou fatos de banho para evitar completamente a questão do “pé de camelo”, outros olharam para a questão com intriga. Para que serve o pequeno bolso nas cuecas femininas?

Chamado de “gusset”, pode não ter pensado muito nele no passado, mas ao que parece o gusset é uma parte muito importante da roupa interior. Com a maioria da roupa interior feminina a ser feita de materiais sintéticos como a renda, a parte que encaixa na vagina é normalmente feita de algodão – um material mais respirável. Como resultado, é capaz de absorver a humidade mais eficazmente do que os seus equivalentes sintéticos, diminuindo as hipóteses de desenvolver uma infeção.

Num único dia, o nosso corpo está a produzir suor e humidade. E dado que a maioria de nós não anda com uma muda de roupa interior durante todo o dia, esta humidade fica presa no mesmo par de cuecas que vestimos. As bactérias do nosso suor podem ser absorvidas pela roupa interior, que é depois mantida contra as áreas íntimas como a vulva e o ânus, causando frequentemente uma acumulação.

É devido a este acúmulo de suor que o nível natural de PH da vagina pode flutuar, aumentando as hipóteses de condições como infeções, UTIs e vaginose bacteriana. Isto porque as bactérias prosperam em lugares húmidos, escuros e certos materiais de roupa interior podem encorajar isto. É por isso que médicos e especialistas em saúde íntima aconselham que se troque de roupa interior após um exercício físico intenso.

A confusão pode ser crítica para a nossa saúde íntima, mas quando se trata de roupa interior, que tipo de materiais devemos procurar? Em última análise, a roupa interior deve dar prioridade à respirabilidade. Materiais como o nylon e a licra não deixam a vagina respirar e, embora não se possa dizer que é garantido que se apanhe uma infeção se usar roupa interior feita com estes materiais, também faz sentido que os evite para reduzir a probabilidade de a desenvolver.

Brand Story