Menu
Inicio Saúde É uma ‘morning person’? Temos boas notícias!

É uma ‘morning person’? Temos boas notícias!

E se lhe disséssemos que acordar cedo ou deixar-se dormir até mais tarde pode influenciar a sua saúde? Tudo devido ao seu cronotipo.

Levanta-se todos os dias – quer seja dia de trabalhar ou tempo para descansar – às sete da manhã, faz as mil e uma tarefas diárias que designou e já vai a caminho do ginásio antes de o sol começar a a aquecer? Ou, por outro lado, prefere ficar na cama até já nem saber se deve dizer “bom dia” ou “boa tarde”, quando começa a responder a e-mails ou mensagens?

Gostar de acordar mais cedo ou preferir ficar a rebolar na cama até as 11 horas da manhã é uma escolha muito pessoal de cada um, mas essa tendência pode dever-se ao seu cronotipo. Segundo uma pesquisa recente, a hora a que se levanta pode também influenciar o seu estado de saúde.

De facto, um novo estudo levado a cabo por um grupo de investigadores chegou à conclusão de que o cronotipo de cada pessoa tem uma influência direta no seu estado de saúde e até na longevidade. Falamos da sincronização do seu ritmo circadiano, que é específico de cada indivíduo. A questão é que algumas pessoas estão mais ativas durante a noite e são verdadeiras corujas e outras preferem acordar bem cedo e agarrar a senha para a aula de Spinning às 6h30 da manhã.

Saber qual a hora ou fase do dia em que tem mais energia e mais vontade para realizar as tarefas pode ajudá-la a definir a agenda e os compromissos que tem para realizar em cada dia. Além da influência que o seu cronotipo tem na saúde. Segundo o estudo publicado na revista científica The Journal of Biological and Medical Rhythm Research, estar mais alerta durante a tarde relaciona-se com uma maior prevalência de doenças cardiovasculares e situações relativas à saúde metabólica. Isto porque as ‘night owls’ tendem a ser mais ativas durante as horas do dia que são mais propensas a hábitos menos saudáveis como beber, fumar e até comer snacks.

Os investigadores chegaram ainda à conclusão de que os participantes com preferências vespertinas tinham um maior risco de desenvolver hipertensão, além de terem “uma participação mais reduzida em desportos, risco aumentado de depressão e um aumento do consumo de álcool e tabaco”, segundo se pode ler no estudo.

Não consegue dormir bem de noite e, por isso acaba por estar mais ativa durante esta fase? Veja na galeria dicas práticas para adormecer num instante!


Leia também

A dieta mais perigosa de todas é esta, diz Oxford

Brand Story