Menu
Inicio Saúde É isto que acontece quando tem um déjà vu

É isto que acontece quando tem um déjà vu

Está a ver aquela sensação de que já viveu o que está precisamente a acontecer? Pois bem, acontece a todas as pessoas e vamos revelar o porquê.

Tem memória de peixe? Isto pode ajudar

QUANTOS DÉJÀ VU PODEMOS TER?

Não há um limite máximo ou mínimo de déjà vu por pessoa, pois nem sequer é possível determinar com precisão os fatores externos que podem influenciar tal sensação. Mas reza a história que Morton Leeds, um estudante americano dos anos 1940, tinha um déjà vu a cada dois dias e meio. E cada um dos momentos foi relatado num diário, que serviu de base para muitos cientistas da altura começarem a ganhar ainda mais interesse pelo tema. Morton Leeds não controlava o aparecimento destas sensações, mas sabia que estavam quase sempre relacionadas com momentos de stress.

OUTRA VEZ?

Está a reconhecer uma situação acreditando que já a viveu mesmo sabendo que é a primeira vez que está a acontecer? Embora a ciência não tenha ainda conseguido explicar com exatidão do que se trata (estando mais relacionado com a espiritualidade, defendem muitos), pode ser um sinal de que a memória está a funcionar corretamente e que conseguiremos tomar melhores decisões, explicou em entrevista Akira O’Connor, psicólogo e neurocientista da Universidade de Saint Andrews (Escócia).

AGARRADA A UM PASSADO QUE NÃO EXISTE

Diz o cientista escocês, em entrevista ao El País, que o déjà vu ocorre quando as regiões frontais do nosso cérebro estão a ‘mexer’ nas nossas lembranças à procura de factos errados, algo que pode levar a um conflito que dá origem à ideia de que já vivemos o que está a acontecer.

É MOTIVO DE PREOCUPAÇÃO?

Nem sempre, mas pode ser. Ter um déjà vu de forma pontual é completamente normal, porém, quando ocorre de forma rotineira, o melhor é consultar um médico, pois pode ser sinal de algo mais sério, como epilepsia, especialmente se outros sintomas ocorrerem em simultâneo com a sensação de estar a viver algo que acredita já ter presenciado.

STRESS E CANSAÇO PODEM SER INIMIGOS

Segundo uma publicação feita no site da Peen Medicine (Universidade da Pensilvânia, EUA), tanto o cansaço como o stress podem ofuscar a memória de curto e longo prazo. E se a memória é afetada, o que acontece no lobo temporal pode levar a uma sensação de déjà vu, tal como foi verificado em pessoas com epilepsia do lobo temporal, que relataram ter experimentado déjà vu logo antes de uma convulsão. É apenas um palpite.

Brand Story