Menu
Inicio Living “É a minha dose anti-stress!” Porque é que elas correm?

“É a minha dose anti-stress!” Porque é que elas correm?

Caras conhecidas de várias áreas, nem todas ligadas ao exercício físico, mas todas donas de um estilo de vida saudável onde a corrida está bem presente.

correr, Francisca Pereira

O que é que Vanessa Alfaro, Rita Rodrigues e Francisca Pereira têm em comum?

Além de um estilo de vida saudável, cada uma à sua maneira, partilham o gosto pela corrida. Blogger, jornalista, empresária: cada uma corre à sua maneira, é claro. Mas porque o fazem? Foi esta a questão que a Women’s Health lhes colocou.

Vanessa Alfaro: Correr é a minha dose Anti-stress

Não corre todos os dias. Mas aponta esta prática como um dos treinos que, a par da musculação, bicicleta outdoor, compõe os seus 4 treinos semanais. E admite, adora fazê-lo “para quebrar as rotinas de treino no ginásio”.

E se hoje a influencer não prescinde do exercício físico, um dos segredos está na procura constante de ‘novos’ exercícios e modalidades que a desafiem e combatam a monotonia. Foi assim que há seis anos, quando decidiu mudar de estilo de vida, descobriu a corrida.
Embora não participe em muitas provas, não prescinde de certos eventos de foro social como a corrida da EDP pela luta contra o cancro da mama, no Porto.

Lá, viu “muitas mulheres a apoiarem-se e a ajudarem-se umas às outras para chegar à reta fina. Juntas e com companhia é tudo mais simples” conta-nos. Além do apoio a causas como estas, não nega que a corrida é a dose de anti-stress que a ajuda a enfrentar os dias com mais tranquilidade. Afinal, “faz-me descansar melhor e ajuda-me a ter uma noite mais tranquila”, um argumento com que muitas corredoras se irão certamente identificar.

https://www.instagram.com/p/B4ic1rTH8Hy/

Rita Rodrigues: “Corro pela sensação de conquista e realização”

Rita corre há sete anos influenciada por amigos que lhe falavam dos benefícios (também) psicológicos que a corrida traz. Pouco tempo demorou até conhecer tais “maravilhas da corrida” e pelas quais se deixou render. “Viciei-me na constante sensação de superação: correr distâncias mais longas, conseguir ritmos mais velozes…”.

Sem desculpas para faltar os treinos (sair de casa com o equipamento na mochila e trocar de roupa antes de sair do trabalho para ir direta para o ginásio é um dos métodos), sabe o bem que lhe faz aquele momento só seu.

“Mesmo que sejam apenas cinco quilómetros, meia horinha de corrida, sinto que aquele tempo foi dedicado a fazer algo por mim”. Mesmo nos dias em que custa ir treinar, admite-nos que “vale sempre a pena”. Pois no fim sente que foi mais forte que a preguiça. “A corrida dá sempre esta sensação de poder genuíno e, melhor ainda, inofensivo”.

Embora hoje já não participe em tantas provas, na memória ficar-lhe-á para sempre a sua primeira maratona; sobretudo o momento em que cruzou a meta e viu o marido e a filha. “Foi um misto de emoção, cansaço e superação”, lembra.

https://www.instagram.com/p/Bmv5Cv1Hg0D/

Francisca Pereira: “Correr faz-me sentir bem!”

Quem a segue no Instagram (e já são quase 200 mil os que se deixam contagiar pela sua energia nesta rede social) sabe que a corrida é parte dos dias desta mãe de três. Foi depois do nascimento da sua segunda filha que começou a cuidar mais de si e do seu corpo. Uma prática que se enraizou pelo próprio cenário em que começou a correr: o Rio de Janeiro.
“A cidade maravilhosa, com estas praias incríveis e o hábito de cuidar do corpo que por aqui existe chamaram por mim”, admite.

É pois na “areia fofa da praia” que mais gosta de correr, mas não nega os treinos na rua ou mesmo na passadeira, quando o tempo é mais escasso.

Apesar da versatilidade que a corrida permite, Francisca não esconde que “a sensação de correr na areia, perto do mar, e sentir a natureza é mesmo incrível”. Como bónus, sente que é nestes moldes que queima mais calorias e aumenta a sua resistência em relação ao exercício físico no geral”. São só vantagens! (Caso ainda houvesse dúvidas).

https://www.instagram.com/p/B9kF8NpBfVo/

Brand Story