Menu
Inicio Saúde Dor na face quando mastiga? Conheça o que é a DTM e...

Dor na face quando mastiga? Conheça o que é a DTM e como tratar

O médico dentista Filipe Melo explica tudo!

Dor na face quando mastiga? Conheça o que é a DTM e como tratar
Unsplash

Ouve um “estalo” quando abre e fecha a sua boca? Sente os movimentos presos na zona do maxilar? Sente um zumbido? Tem dores de cabeça e de ouvidos com frequência? Se sim, pode ter Disfunção da Articulação Temporomandibular (DTM), uma condição que afeta milhares de pessoas, de qualquer idade ou sexo, sendo mais comum em mulheres do que homens e principalmente em idades entre os 20 e os 50 anos. No entanto, não fique desesperado, um médico-dentista pode ajudar.

Primeiro, é fundamental perceber que a articulação temporomandibular é a articulação responsável por conectar a nossa mandíbula ao crânio na região à frente da orelha. Ela é uma das articulações mais complexas do corpo humano sendo responsável pelos movimentos do maxilar inferior que nos permitem falar e mastigar. Estes movimentos são coordenados essencialmente pelos músculos da mastigação que controlam a posição da mandíbula. Quando ocorrem alterações neste sistema composto por músculos da mastigação, ATM ou outras estruturas adjacentes que impedem o seu correto funcionamento, temos então a DTM, disfunção da articulação temporomandibular.

Os sintomas mais comuns são dor e desconforto na região da ATM, dor e sensibilidade nos músculos da mastigação e também dores de cabeça e pescoço, ao qual se associa uma limitação nos movimentos da mandíbula e também ruídos articulares. Por serem sintomas facilmente associados a outras condições e uma vez que a DTM é desconhecida pela maioria das pessoas, os pacientes tendem a demorar a procurar ajuda. Neste sentido, é fundamental estar atento e recorrer a um médico dentista, o profissional adequado para fazer um diagnóstico preciso desta condição através do historial médico e dentário,
exame clínico e radiológico caso se justifique.

Mas o que motiva o desenvolvimento da DTM? Esta disfunção pode ser provocada por vários fatores e ter origem em traumatismos, problemas articulares (como por exemplo artrite), apertar e ranger dos dentes (bruximo), problemas de oclusão, tensão muscular, stress e ansiedade, entre outros, sendo que muitas vezes acabam por se combinar vários destes fatores e culminar nessas mesmas alterações da mandíbula.

Geralmente, e de acordo com a condição dos pacientes, estes são aconselhados e acompanhados por médicos de várias especialidades de forma a reduzir o papel do fator causal principal no desenrolar do quadro de disfunção e consequente atenuação dos sintomas. Os tratamentos podem abranger técnicas de relaxamento para aliviar o stress e a tensão muscular, laser de baixa intensidade; a correção da postura corporal, uso de goteiras ou mesmo um tratamento ortopédico funcional dos maxilares e/ou reabilitação protética que vise a recuperação funcional do sistema mastigatório.

Assim, é importante estar atento não só a estes sintomas, mas também aos nossos hábitos ou estados emocionais que poderão levar ao desenvolvimento de problemas nesta articulação. Caso tenha algum sintoma, fale com o seu médico dentista para que este possa avaliar a situação e decidir qual o próximo passo. A informação e o acompanhamento certo são essenciais para que se tenha uma boa saúde oral e qualidade de vida.

 

POR Filipe Melo, Médico Dentista na MALO CLINIC Lisboa

 

Brand Story