Menu
Inicio Saúde Diga-nos o que lhe dói e dir-lhe-emos como dormir melhor

Diga-nos o que lhe dói e dir-lhe-emos como dormir melhor

Tem problemas em dormir e não consegue descansar como deve ser? isso pode dever-se a algumas dores que sente. A posição em que dorme pode piorar ainda mais.

Diga-nos o que lhe dói e dir-lhe-emos como dormir melhor
Descansar bem pode ser
 o seu melhor medicamento. Assim, ponha-se confortável e prepare-se para mudar esses “Ais” por “Zzzz”.

É das que despertam com um salto e com uma vontade louca de comer estemundoeooutrooudasquesearrastamatéàcozinhaadesesperarporumachávenadecafédepoisdedarumasfortespauladasnodespertador? Se pertence ao grupo das zombies matinais, deixe de deitar as culpas no colchão, já que é muito provável que muitos dos seus problemas entre os lençóis se devam à sua postura.

Não precisa de fazer pose (não está num photocall), mas tenha em conta que passa um terço do dia a dormir (ou pelo menos deveria!) e a maneira como se coloca é determinante para que as cãibras, problemas de circulação e outras dores não se transformem no seu pior pesadelo!

Se assim que
 se levanta é como se tivesse levado uma tareia e sente 
que o seu sono não foi reparador, corrija a sua postura 
já esta noite e desfrute de um novo despertar.

Esclarecemos as suas dúvidas mais íntimas sobre como descansar melhor.

Se não tenho desconforto nenhum, como devo dormir?

O melhor é dormir de barriga para cima ou em posição semifetal. Pode ir alternando de postura conforme se sente mais confortável, menos a de barriga para baixo, porque pode causar dor lombar e cervical.

Que cuidados a ter com almofada e com o colchão?

É preciso voltar o colchão de forma regular e substituí-lo quando vemos que perdeu firmeza (normalmente, durar uns oito anos). As almofadas devem estar limpas, e não só as forras, também o seu interior, já que 
é bastante usual a proliferação de ácaros e bactérias.

Quantas horas devo dormir?

Dormir pouco (ou muito) ou dormir mal tem implicações 
na nossa saúde, mas também
 no modo como nos relacionamos com os outros. A privação do sono pode trazer consequências preocupantes para o organismo, mas também causar outro tipo de problemas.

Um estudo
 da National Sleep Foundation concluiu que cada pessoa 
tem necessidades específicas em função de fatores como
 a idade ou o sexo, mas pode dizer-se que deveríamos dormir entre sete a nove horas. Mas não é só a quantidade de horas que se dorme, mas a qualidade desse sono.

Atenção! Se não para a tempo, o que agora é apenas um ligeiro desconforto, pode piorar e como não queremos acabar por dizer-lhe em tom maternal que já a tínhamos avisado, deixamos-lhe aqui as posições antidor mais eficazes.

Dormirá tranquilamente!

Brand Story