Menu
Inicio Perder Peso Perca peso à boleia da boa comida (e super saudável!)

Perca peso à boleia da boa comida (e super saudável!)

Chama-se dieta sirt, é a responsável pela nova (e esguia) silhueta da cantora Adele e promete emagrecer enquanto comemos chocolate. Curiosa?

Perca peso à boleia da boa comida (e saudável!)

Chama-se dieta sirt, é a responsável pela esguia silhueta da cantora Adele e promete emagrecer enquanto comemos chocolate. Mas será que dá assim tantos frutos? Iniciámos a investigação… agora!

Qualquer dieta que emagreça enquanto bebemos um copo de vinho e devoramos um quadrado de chocolate merece a nossa atenção. E o nosso ceticismo. Considerada a bíblia alimentar de 2016, a dieta sirt conta as maravilhas de um gene magro, descoberto em 2003.

Quando ativa, a sirtuína (decore este nome) queima gorduras, cria músculo e rejuvenesce as células. Como ligar o ON? Aidan Goggins e Glen Matten, dois especialistas em Nutrição, investigaram e criaram esta dieta. Já com água na boca? Espere pelo prato principal…

 

TROCADO POR MIÚDOS

“Os sirts são um recém-descoberto grupo de alimentos. São particularmente ricos em nutrientes especiais que, quando consumidos, conseguem ativar no nosso corpo os mesmos genes magros que as dietas de jejum. Estes genes são conhecidos como sirtuínas”, explicam os autores do livro A dieta Sirt, Aidan Goggins e Glen Matten.

E quais os seus efeitos? “Estudos recentes têm revelado que as sirtuínas ajudam a regular o metabolismo, favorecendo o aumento da massa magra e a redução de gordura corporal”, afirma Ana Carvalhas, autora do livro Emagrecer é… e responsável pela área de Nutrição da OrisClinic, em Coimbra (www. orisclinic.com).

O resveratrol, por exemplo, conhecido composto antioxidante presente nas uvas e, portanto no vinho, é um ativador natural das sirtuínas. “A dieta sirtfood não é mais do que uma dieta que inclui alimentos vegetais que contêm este e outros compostos antioxidantes”, conclui a nutricionista.

 

MENOS 3KG EM 7 DIAS

Esta é uma das grandes promessas da dieta Sirt. Bom demais para ser verdade? Helga Teixeira con rma: “Sim, é possível, uma vez que na fase 1 desta dieta, correspondente aos primeiros 7 dias, há um corte drástico na ingestão calórica: 1.000 kcal por dia nos primeiros 3 dias, aumentando para 1.500 kcal por dia nos dias seguintes dessa semana. Em pessoas ativas que pratiquem exercício físico e que estejam habituadas a uma ingestão diária de muitas mais calorias é possível perder muito peso nessa primeira semana”.

No entanto, com dois pesos e duas medidas não se podem extrapolar resultados, adverte a especialista, bem como se devem ter em conta os riscos inerentes.

“Devido ao corte drástico na ingestão calórica e à alimentação à base de sumos, que acontece na primeira fase, pode haver mais fome e consequentemente irritabilidade, fadiga ou até mesmo perda de massa muscular. A fase 2, de 15 dias, já é mais fl exível, assim como a alimentação que se deve seguir depois destas fases”.

Ana Carvalhas é mais cética: “Não há dietas de eficácia universal”, diz a especialista. “A maior ou menor perda de peso está relacionada com o número de quilogramas em excesso das pessoas em causa e com a diferença entre a dieta das sirtuínas e a alimentação que fazem… Julgo que não é uma dieta de fácil aplicação para a maioria das pessoas. Parece- -me um pouco restritiva e difícil de manter. No entanto, é útil conhecer a lista de alimentos propostos, que contêm compostos antioxidantes ativadores das sirtuínas”.

Na verdade, há décadas que a dieta sirt é prova da vitalidade de povos como os japoneses de Okinawa aos índios americanos Kuna. Felizmente, deixou de ter fronteiras.

 

E AINDA MAIS MÚSCULO?

Na teoria tudo parecia bem, mas faltava ainda testar cientificamente o programa. No restaurante de um exclusivo health club londrino, os cientistas do livro A Dieta Sirt ofereceram aos clientes dois tipos de menus: o normal ou o rico em sirtuínas.

Passada apenas uma semana, o grupo da dieta Sirt tinha perdido em média três quilos. E o mais espantoso, segundo os autores, foi que perderam apenas gordura, ou seja, os índices de massa corporal revelaram que até tinham ganho massa muscular. “Geralmente, quando se perde peso, perde-se não só gordura mas também músculo. E era exatamente disso que estávamos à espera quando medimos a composição corporal dos nossos participantes. Descobrimos algo surpreendente”, descrevem Aidan Goggins e Glen Matten.

Para 64% dos participantes no estudo, as perdas na balança foram inicialmente mais desapontantes, com uma perda de peso de cerca de 2,3 kg. Mas os testes de composição corporal revelaram que a massa corporal não se limitara a manter-se: aumentava (e quase 900 g!).

“A explicação para este resultado incrível? Os efeitos metabólicos poderosos dos sirts. “Não só os sirts são capazes de ativar a queima de gordura como também promovem o crescimento do músculo, a sua manutenção e reparação”, explicam os especialistas. É impressão nossa ou os sirts têm tudo para ser perfeitos.

 

Brand Story