Menu
Inicio Covid-19 Devo usar um lenço como máscara de proteção?

Devo usar um lenço como máscara de proteção?

Será uma boa medida de prevenção da Covid-19 para quando tem de sair de casa?

máscara, lenço

 

Com o mundo em pandemia, vários são os que fazem por se proteger, muitas vezes com luvas e máscaras.

Sobre o uso de luvas em espaços como supermercados, a DGS apontou que esta não é uma medida a adotar. Tal pode inclusive aumentar o risco de propagação do novo coronavírus.

Quanto a máscaras, e para evitar esgotar o stock de pessoal médico, cada vez são mais os que optam pelo uso de lenços. E são vários os que acreditam que esta medida ajude na redução da transmissão de doenças, impedindo que portadores assintomáticos espalhem a doença.

Além disso, acredita-se que assim se desencoraja a que se toque no próprio rosto, pratique o distanciamento social e garanta a higienização das mãos.

“A utilização correta de máscaras é somente recomendada para pessoas doentes”

Apesar disso, a DGS não recomenda a utilização de máscaras para a proteção individual, no caso de quem não tenha sintomas. “A utilização correta de máscaras é somente recomendada para pessoas doentes; suspeitos de infeção por Covid-19 ou profissionais que prestem cuidados a doentes suspeitos de infeção”, lê-se no site.

Além disso, “o uso de máscara de forma incorreta pode aumentar o risco de infeção. Seja por estar mal colocada ou devido ao contacto das mãos com a cara. A máscara contribui também para uma falsa sensação de segurança”, diz o Ministério da Saúde.

Por fim, esclarece o Instituto de Higiene e Medicina Tropical que “as máscaras artesanais são menos protetoras que as cirúrgicas. Podem até aumentar o risco de infeção devido à humidade, difusão de líquidos e retenção do vírus. Há relatos que a penetração de partículas através do tecido é alta. Face a estas evidências as máscaras comuns de tecido não são consideradas protetoras contra vírus respiratórios e o seu uso não deve ser incentivado”, lê-se no site do Instituto que pertence à Universidade Nova de Lisboa.

Brand Story