Menu
Inicio Saúde Desodorizante ou antitranspirante? Saiba qual é o melhor para si!

Desodorizante ou antitranspirante? Saiba qual é o melhor para si!

É no verão que transpiramos mais e que, por consequência, as preocupações com os odores corporais aumentam. O desodorizante pode ser um forte aliado por diversos motivos, mas existem duas razões mais flagrantes. “Uma delas é a hidratação das nossas axilas, porque, tal como o resto da nossa pele precisam de ser hidratadas”, explica o dermatologista Luís Uva. Além disso, o desodorizante, ao ter perfume faz com que o odor libertado durante a transpiração fique ‘mascarado’ durante mais tempo.

Desodorizante vs. Antitranspirante

Enquanto o desodorizante apenas ajuda a hidratar a região das axilas, ao mesmo tempo que, se tiver perfume, disfarça possíveis odores, o antitranspirante funciona de maneira diferente. Os antitranspirantes são “utilizados para ocluir a nossa pele, de forma à pessoa não suar“, explica Luís Cruz, que afirma ainda não recomendar este modelo, dado que pode causar irritações na pele.

Os antitranspirantes são “derivados do óxido de alumínio, principalmente, e têm partículas de alumínio para ocluir a pele e não deixar que as glândulas sudoríparas passem o suor para a superfície da pele“, continua o especialista. No entanto, ambos os produtos podem provar alergias tal como qualquer outro creme que se aplique na pele. Tudo depende do nível de sensibilidade da pele da pessoa e da região em que o produto é aplicado.

Quanto a ingredientes, Luís Uva recomenda sempre desodorizantes sem álcool, por serem os melhores na prevenção de alergias. Ainda assim, aconselha a que não compre um desodorizante com perfume, se tem a pele mais sensível. Se tiver alguma alergia, pode optar pelas fórmulas de farmácia, dado que estão quimicamente adaptadas para esse tipo de pele.

Se pensa que as opções mais naturais são uma melhor escolha, talvez esteja enganada. Isto “é um bocadinho relativo porque o natural pode ser muita coisa. Às vezes o natural é mais potente do que o químico, portanto tenho receio de estarmos a forçar muito o natural”. Devemos então optar por formulações que estão estudadas e cujos efeitos estão cientificamente comprovados.

Transpira muito? Calma, está tudo bem!

A quantidade de transpiração depende do seu cérebro. Mais precisamente do seu sistema nervoso e da resposta que ele dá quando é estimulado, em diversas situações. Quando estamos numa situação de perigo, por exemplo, “quando temos um touro à nossa frente, as nossas pupilas vão-se dilatar e o todo o corpo se ativa”. Aqui acontece a ativação do sistema nervoso simpático que faz com que “o sangue vá muito para a periferia, [aquecendo as extremidades do corpo] e então vamos suar mais“.
Além do excesso de transpiração, outro problema comum é o odor acentuado. Esta é também uma questão que depende muito de pessoa para pessoa e que se deve às glândulas sudoríparas. “Pode ser provocado por bactérias, mas muitas vezes é da própria glândula e não há grande coisa a fazer quanto a isso. Uma boa hidratação é fundamental para o equilíbrio”, continua o especialista.
Se transpira muito, ou se tem um odor muito ativo, saiba que existem tratamentos que podem minorar este problema como injeções de botox ou até mesmo uma cirurgia (que consiste em cortar um nervo localizado na zona das costelas). Deve sempre consultar um dermatologista para que lhe seja indicada a melhor terapêutica.

Depilação nas axilas?

Sim pode depilar as axilas à vontade. Segundo o dermatologista Luís Vaz, esta é uma questão meramente cosmética, que não tem nenhuma contraindicação. Não existe nenhum benefício provado da depilação das axilas nem, por outro lado, nenhum malefício.
Se realmente quiser optar por depilar as axilas, o dermatologista recomenda que o faça através do laser. Esta é uma técnica que provoca menos irritação à pele e é menos traumática que outros métodos. Assim, “se a pessoa realmente quiser fazer a depilação deve fazê-lo em centros especializados, com laser. Com cera, além de ser mais traumático, o pelo também acaba por ganhar mais força“.


Leia Também

https://www.womenshealth.pt/saude/filtros-fotografias-auto-estima/

Brand Story