Menu
Inicio Perder Peso “Ou faço algo por mim ou desleixo-me para sempre”

“Ou faço algo por mim ou desleixo-me para sempre”

Há seis anos atrás, Ana Fernandes lutava contra uma depressão. Por mérito só seu, fez a si mesma um ultimato para mudar e venceu-se!

Ana Fernandes

Há seis anos atrás, Ana Fernandes lutava contra uma depressão. Detestava a imagem que via ao espelho e decidiu que aquele era o momento de mudar: “É agora ou nunca. Ou faço algo por mim ou desleixo-me para sempre”, diz à Women’s Health, a lembrar-se do ultimado que fez a si mesma.

“Quis por à prova a minha capacidade de resiliência e mostrar a mim própria que consigo ir mais além”.

Por isso, optou pelo ‘agora’ e fê-lo ao inscrever-se num ginásio, numa altura em que já tinha perdido bastante peso mas “muita flacidez e gordura localizada”.
Porque o exercício físico lhe era uma novidade, o corpo reagiu bastante bem e com um mês começou a ver resultados, nas pernas, principalmente, o que a motivou a continuar.

Da mudança à competição

Apesar da mudança lhe ser inspiradora, Ana não imaginava chegar um dia ao nível de competição onde hoje se encontra, mas pela forma como fala do passado – que não esquece, como forma de relembrar tudo o que evoluiu até hoje – facilmente transparece a ideia de amor próprio, uma melhoria que encontrou no exercício físico que hoje não dispensa e que permitiu que se tornasse parte da sua vida ao procurar conhecer mais e mais da área junto dos profissionais que a acompanhavam no ginásio que “por ser pequeno e com um ambiente familiar, conta com uma grande entreajuda”, diz-nos.

Hoje, mantém uma rotina de seis treinos por semana e não prescinde do descanso nem da alimentação cuidada, que se torna ainda mais específica nos momentos de preparação para competições de fisiculturismo.

Ana Fernandes

Provas à parte, Ana é hoje a sua melhor versão, e o cuidado físico transparece o quão bem se sente no próprio corpo: “devido à perda de peso e prática de musculação, inevitavelmente o tecido mamário foi embora. Decidi então recorrer à cirurgia de mamoplastia e foi a melhor coisa que fiz. Voltei a recuperar a minha confiança e a sentir-me feminina novamente”, conta-nos.

Brand Story