Menu
Inicio Nutrição A culpa não é apenas do açúcar. OMS quer banir outro vilão

A culpa não é apenas do açúcar. OMS quer banir outro vilão

OMS, vilão, gorduras trans, açúcar

Que o açúcar é um dos maiores ‘venenos’ da nossa alimentação, todas nós sabemos, mas a verdade é que este ingrediente (altamente viciante) está longe de ser o culpado pela saúde débil dos dias de hoje: as gorduras trans.

A gordura trans está amplamente presente nos alimentos processados e industrializados e a Organização Mundial da Saúde (OMS) acaba de declarar guerra ao seu uso. O organismo quer mesmo que seja banida até 2023.

Segundo a OMS, mais de meio milhão de pessoas morrem todos os anos à boleia da ingestão elevada de gorduras trans. E, acredite em nós, não é difícil abusar deste ingrediente.

Bolachas, snacks pré-confecionados, bolos industrializados, chocolates, refeições pré-feitas e congeladas, gelados, etc. Estes são apenas alguns dos alimentos ultraprocessados que constam na alimentação diária e que são responsáveis pelos elevados níveis de obesidade, diabetes tipo 2 e doenças cardiovasculares. O cancro é também uma possível consequência.

 

Banir as gorduras trans

Para a OMS, o ideal é fazer desta proibição um processo gradual e aos poucos ir substituindo as gorduras trans por outro tipo de gorduras mais saudáveis, como é o caso das gorduras insaturadas.

E a Dinamarca é um exemplo a seguir. Neste país, o uso de gordura trans na indústria alimentar deixou de ser permitido e a verdade é que o número de mortes por causa cardiovascular reduziu drasticamente, como revela a OMS no seu site.

Segundo as recomendações do organismo, um adulto saudável não deve comer mais de 2,2 gramas de gorduras trans por dia numa dieta de 2.000 calorias.

A eliminação das gorduras trans a nível mundial faz parte do plano de ação prioritário da OMS para 2019-2023.

 

https://www.womenshealth.pt/nutricao/tudo-mesmo-saber-acucar/

Brand Story