Menu
Inicio Running Ganhou o recorde de mulher mais pesada a terminar uma maratona

Ganhou o recorde de mulher mais pesada a terminar uma maratona

O feito desta americana de 33 anos ainda não foi oficializado pelo Guinness World Records mas o feito já foi assumido como mais que vitorioso pela corredora e não só

‘Correr É para todos’, diz a mulher mais pesada a terminar uma maratona

A motivação que leva alguém a terminar os 42km que completam uma maratona é altamente variável. Além de que não é qualquer um que os termina. Jennifer Smith terminou-os com orgulho e naquele momento provou que o que nos priva de concretizar tal prova não é mais do que a própria mente.

Com 172 kg, Jennifer dizia que, se era para ficar em último, mais valia não participar numa prova de corrida. Mas após passar por duas cirurgias que a obrigaram a passar três meses sem pousar sequer um pé no chão, percebeu que andava a tomar a vida como garantido e que tinha de agir de forma a contrariar tal pensamento.

Foi aí que decidiu apostar nas caminhadas, nas quais fazia por perfazer 5km. A primeira vez que completou esta distância demorou 90 minutos, mas sempre que repetia aquela caminhada, o seu tempo baixava. As melhorias na sua caminhada eram notórias. Assim que conseguiu completar os 5km numa hora passou a intercalar intervalos de corrida leve. Fazia-o progressivamente, sempre dentro daquilo que o seu corpo permitia.

Depois dos 5km…

Ficar-se por esta distância não era opção, principalmente pela motivação que sabia causar em amigos e familiares que começaram a correr com ela. Quem a conhecia, ficava inevitavelmente inspirado pela atitude de Jennifer que, em entrevista à Runner’s World, conta que fez com que outras pessoas com excesso de peso se iniciassem também na corrida. E se Jennifer inspirava muitos, quem mais a inspirava era o pai, que lhe dizia ser capaz de completar qualquer feito em que acreditasse. “Dizia-me que, se algum dia corresse uma maratona, ia fazer de tudo para lá estar a apoiar-me”, conta.

O desafio fê-la pensar, mas porque correr sem parar durante 42km não era opção, Jennifer precisava de encontrar uma prova sem limite de tempo. Tal prova surgiu no Texas, numa cidade próxima à sua. Faltava cerca de um ano para a referida prova. Até à data, Jennifer nunca havia corrido mais do que 13km. Mesmo assim, inscreveu-se, um feito que por si só a referenciou como possível candidata a deter o recorde de mulher mais pesada a completar uma maratona.

Um ano de preparação

Com a devida autorização médica, Jennifer começou a treinar para a maratona que teria lugar dali a um ano. No processo, chegou a perder quase 20kg, quase ‘sem dar por isso’, mas não só aspetos positivos marcaram o percurso. Tragicamente, o pai de Jennifer faleceu de ataque cardíaco, algo que a fez focar ainda mais no objetivo de terminar a maratona, como tributo.

No dia da prova, o pensamento ‘o que é que estou a fazer?’ rapidamente deu lugar a um ‘pai, esta é por ti’. Esta foi a força interior que levou Jennifer a completar os 42km em 11 horas, 50 minutos e 36 segundos. Ao cruzar a meta, rodeada por um grande público, Jennifer passou a ser detentora não oficial do referido recorde. Um feito que ficará oficializado após confirmação do Guinness World Records mas que já se pode comprovar pela informação que a própria partilhou nas suas redes sociais. Até então, o recorde pertencia a Ragen Chastan, que em maio de 2017 completou uma maratona com 130kg.

O orgulho não é, para Jennifer, ser a mais pesada do mundo a fazê-lo, mas provar que tal é possível, apesar das condicionantes. Hoje, continua a treinar e a perder peso. Novo foco? Uma ultramaratona de 50km que pretende terminar já em 2020.


Leia também:

Preparada, largada… corrida! Que tal uma maratona?

Artigo via Runner’s World

Brand Story