Menu
Inicio Saúde Cada pessoa tem uma ‘nuvem de bactérias’, diz a ciência

Cada pessoa tem uma ‘nuvem de bactérias’, diz a ciência

nuvem

Um estudo da Universidade de Oregon, EUA, concluiu que todos os humanos emitem, quando em espaços fechados, uma espécie de nuvem de bactérias que é diferente de pessoa para pessoa.

Este fenómeno acontece com todos, mas há mesmo uma assinatura microbiana que é específica de cada um. Segundo a equipa de investigação, é possível encontrá-la nos ambientes ocupados por pessoas saudáveis.

A conclusão surpreendeu James Meadow, investigador principal, que revela que “estávamos à espera de ser capazes de detetar o microbioma humano no ar em torno das pessoas”.

“Ficámos surpreendidos ao ver que conseguíamos identificar (…) os ocupantes simplesmente a partir de amostras da sua nuvem microbiana”, admite.

Cada pessoa, uma nuvem

 

A questão fundamental não é tanto o tipo de bactéria presente, mas sim a porção de cada uma que compõe estas nuvens microbianas pessoas.

Na única mulher que participou no estudo, por exemplo, destacou-se a “bactéria Lactobacillus crispatus, habitualmente predominante nas amostras vaginais saudáveis”.

A verificarem-se os resultados desta pesquisa, este tipo de análise poderá ter aplicações forenses. Contudo, a pesquisa está ainda numa fase preliminar e acaba de ser publicada na revista Peer J.

Brand Story