Menu
Inicio Beleza Como saber qual é o seu tipo de pele

Como saber qual é o seu tipo de pele

Passamos anos a comprar o mais variado tipo de cremes, máscaras e séruns. Escolhemos o que achamos que melhor se adapta à nossa pele, mas escolhemos bem?

Como saber qual é o seu tipo de pele (e como cuidar)

Pela seca ou oleosa? Sensível ou resistente? Pigmentada ou enrugada? Perceber o que caracteriza a sua pele é o primeiro passo para se orientar na escolha dos produtos mais indicados.

Para a ajudar neste esclarecimento, a Women’s Health falou com a dermatologista Helena Toda Brito, da clínica Epilaser (Lisboa). Além de nos ajudar a definir cada tipo de pele, a especialista revela o que cada pele quer.

São poucas as que dizem ter uma ‘pele normal’, mas o conceito existe e refere-se à pele que “produz sebo em quantidade adequada, sem excesso de brilho ou secura. Geralmente, apresenta poros pequenos e pouco visíveis”, diz a especialista.

Outros casos são os de pele mista ou acneica. A primeira carateriza-se por uma “zona T mais oleosa e maçãs-do-rosto mais secas”, descreve a especialista. Já a pele acneica, “apresenta uma tendência a desenvolver pápulas (borbulhas), pústulas (borbulhas com pus) e/ou comedões (pontos negros)”.

Qualquer um destes casos pedem cuidados específicos, e não são os únicos. Vejamos três outros casos mais a fundo.

Pele seca

“Produz gordura insuficiente, levando a perda excessiva de água. Normalmente é pouco luminosa, com poros pouco visíveis, pode ser áspera ao toque e é mais propensa à descamação e à vermelhidão”, diz Helena Toda Brito.

Vera Torres, dermatologista no Hospital Cruz Vermelha, em Lisboa, acrescenta que “a água é o principal agente plasticizante da pele” e, por isso, “quando os níveis de água na pele são baixos, ocorre desconforto, sensação de pele ‘arrepanhada’ e até fissuras. O conteúdo de água no estrato córneo deve ser superior a 10%.” Deste modo, deve-se privilegiar “emulsões água/óleo”, ou seja, “cremes hidratantes de textura rica, contendo ingredientes que protegem e hidratam a pele, como ácido hialurónico, ceramidas e óleos (azeite, jojoba, carité)”. A evitar: “água quente”, alerta Vera Torres.

Pele oleosa

É o tipo de pele que se caracteriza por uma produção excessiva de sebo e tem um “aspeto mais brilhante e espesso, com poros dilatados. Transfere facilmente a oleosidade para qualquer superfície que entre em contacto com ela.

Os cremes hidratantes para pele oleosa devem conter “água e propilenoglicol, não sendo comedogénicos. Podem incluir talco, argila ou amido, que absorvem a gordura”, diz Vera Torres. Já Helena Toda Brito acrescenta ainda a importância das formulações com ácido hialurónico, “evitando óleos, silicones e petrolatos”. Os “alfa e beta-hidroxiácidos e retinoides são úteis para acelerar a renovação celular”, destaca.

Pele sensível ou reativa

É “uma pele intolerante, que reage exageradamente a estímulos mínimos que noutros tipos de pele não provocariam reação, ficando avermelhada, irritada e com ardor”.

Em relação às mais sensíveis, devem optar “sempre que possível, por produtos hipoalergénicos, especificamente formulados para pele intolerante e sensível. Importa evitar ingredientes como perfumes, álcool, retinoides, alfa e betahidroxiácidos, peróxido de benzoilo, sulfatos, conservantes e alguns filtros solares químicos. Procure hidratantes calmantes como aloé vera e niacinamida, e antioxidantes anti-inflamatórios como o chá branco”, alerta a dermatologista Helena Toda Brito.

Por outro lado, a pele reativa “não necessita de uma emulsão gorda, salvo casos especiais”, aconselha Vera Torres. A dermatologista destaca que “deve privilegiar-se as fórmulas com calmantes/anti-irritantes, tais como os extratos de aveia, alfabisabolol e extratos de aloé vera”. Já as peles reativas sujeitas a surtos de vermelhidão podem “também usar cremes que incorporem extratos de plantas e pós minerais que protegem”.

Percorra as imagens da galeria acima apresentada e conheça as sugestões aconselhadas pela Women’s Health a cada tipo de pele. Foram escolhidas com base na orientação das duas especialistas com quem falamos.


Leia também:

Sérum à medida. O que cada tipo de pele quer

Outros Artigos


Outros Conteúdos GMG

Brand Story