Menu
Inicio Living Como voltar à carga depois das férias? O conselho de Patrícia Mamona

Como voltar à carga depois das férias? O conselho de Patrícia Mamona

Levante a mão quem também sente dificuldade em voltar ao ritmo depois das férias.

Vice-campeã olímpica no triplo salto. Melhor da Europa. Detentora do recorde nacional de triplo salto feminino com 15,01m saltados… sim, estamos a falar de Patrícia Mamona, a protagonista da nossa edição atualmente em bancas.

Se já leu a entrevista que a atleta nos deu, estará a par sobre o grande desafio que foi para ela o ano de 2021. E depois dos troféus, houve espaço para umas merecidas férias?

Patrícia garante que sim, aliás, o descanso é parte do treino. Mas nem sempre é fácil para um atleta de alta-competição desligar completamente a cabeça. E a nossa entrevistada confessa que também cai neste erro. “Eu já não tinha ferias há muito tempo porque ultimamente as provas não têm corrido muito bem. Há cinco anos que não batia o recorde nacional e uma das coisas que me faz muita impressão é acabar uma época olímpica e ir de férias quando sei que não cumpri com o meu objetivo”.

“começo logo a pensar na época a seguir, no que vou ter de fazer, e por isso nunca descanso completamente”

Por exemplo, no Mundial, em 2019, fiquei em oitavo lugar e quando acabei a prova disseram me “agora descansa, vais ter férias!”, mas eu não consegui descansar, porque estava com aquela coisa de “este não foi o meu objetivo, porque é que eu não fiz de outra maneira?” Então começo logo a pensar na época a seguir, no que vou ter de fazer, e por isso nunca descanso completamente”, conta-nos.

“Pela primeira vez, depois de ter conseguido a medalha nos Jogos Olímpicos, tive 15 dias em que fui às melhores praias a que podia ir aqui perto – por causa da pandemia não se pode ir muito longe – comi o que quis, dormia o que queria… foi mesmo relaxar ao máximo a mente e o corpo e soube-me muito bem”

E como voltar à carga depois desta pausa? A resposta de Patrícia refletiu de imediato a campeã que há em si:

Para mim é fácil, porque depois de umas grandes férias digo mesmo ‘tive umas grandes ferias, mas já cansa’. Não consigo ficar muito tempo parada, sinto que o corpo precisa de voltar. Isso é muito comum no desporto. Quando começamos, custa um bocadinho. Mas quando estamos habituados, o corpo precisa disso, de voltar àquele ritmo; Eu senti que as ferias foram boas, que precisava de parar, mas estou super entusiasmada para a próxima época. Por isso, vamos a isso!”

A conclusão que daqui tiramos? Faça o que gosta e não viva só para as pausas (nem só para o trabalho!).

Além deste, Patrícia partilhou outros conselhos e inspirações connosco. Para ficar a par da restante conversa, leia a entrevista que encontra na revista atualmente em bancas.

Brand Story