Menu
Inicio Uncategorized Como vencer a ansiedade?

Como vencer a ansiedade?

A recuperação não acontece da noite para o dia e envolve um trabalho continuo, mas pode ser feito. Leia a opinião da psicóloga Andreia Figueiredo.

Andreia Figueiredo
ansiedade

POR: Andreia Figueiredo, psicóloga

Depois de explicar o que é a ansiedade, num artigo de opinião que pode ler aqui, a psicóloga foca-se no seu tratamento.

A ansiedade é incrivelmente penosa e, às vezes, pode parecer impossível de controlar. A verdade é que pode derrotar a ansiedade, mas provavelmente precisa da ajuda de um profissional, e por vezes isso exige um esforço da nossa parte. A recuperação não acontece da noite para o dia e envolve um trabalho contínuo, mas pode ser feito.

Que medidas podemos tomar?

O primeiro passo para vencer a ansiedade começa com a compreensão das causas específicas do que está a sentir. Muitas vezes sabemos exatamente porque nos sentimos assim. Por exemplo, um sentimento de stress tremendo com a ideia de conduzir um carro, por causa dos perigos e responsabilidade que este exercício carrega. Outras vezes precisamos de ajuda de um profissional para conseguir olhar profundamente para a raiz do problema e conseguir superá-lo.

A ameaça é real?

A ansiedade tem uma maneira de nos fazer sentir como se estivéssemos em perigo iminente, mesmo que a fonte seja algo que não pode realmente prejudicá-lo. Muitas vezes, as coisas com que as pessoas se preocupam geralmente nunca acontecem, mas o medo costuma estar presente. Por exemplo, aerofobia é comum em muitos casos, no entanto voar é um dos meios de transporte mais seguros e há uma chance extremamente pequena de um acidente acontecer. Racionalizar a ansiedade é importante.

Não é o fim do mundo!

Mesmo que a ameaça realmente aconteça por algum motivo, há uma hipótese que nada lhe aconteça. Vencer a ansiedade, aceitar os resultados das coisas será essencial, por vezes com um resultado menos desejável, mas é igualmente importante lembrar que os incidentes passam, e alguns resolvem-se com o tempo. Na verdade, a preparação, a utilização do pensamento crítico e a adoção de novas habilidades de resolução de problemas podem ajudar a reduzir a ansiedade de forma significativa, caso algo ocorra. Por outro lado, deve perceber que muitas das coisas com as quais nos preocupamos também estão completamente fora de nosso controle.

Esteja atento à negatividade!

É importante aceitar os seus pensamentos. Todos experimentam emoções negativas, como o medo, mas se a ansiedade o limita, tente evitar as fontes da sua ansiedade ou afastar-se. Tentar controlar tudo faz com que o medo persista, porque está a dar-lhe importância. Em vez disso, deve tentar se concentrar noutras coisas, como a sua carreira, objetivos pessoais, família ou relacionamentos. No entanto, se alguma destas coisas contribui para a sua ansiedade, tente canalizar a ansiedade para outro lugar e procurar coisas que melhorem e preencham a sua vida.

Aprenda a relaxar!

Para além de mudar a forma como aborda e reage à ansiedade mentalmente, existem métodos que pode usar fisicamente para ajudar a se acalmar, especialmente se estiver a sentir sintomas desconfortáveis associados ao stress, como o batimento cardíaco acelerado e a respiração rápida. Uma das maneiras mais eficazes é através de exercício de respiração ou meditação.

Comece a fazer exercício físico!

Existem diversos benefícios dos exercícios e da saúde mental, mas alguns dos principais motivos pelos quais eles funcionam são porque libertam endorfinas, que nos fazem sentir melhor e menos tensos. Alguns dos exercícios mais utilizados são a corrida, caminhada, andar de bicicleta, ou nadar. O ioga também é um método excelente porque inclui movimentos físicos, mas também se concentra no relaxamento.

Enfrente os medos

Pode parecer assustador, mas enfrentar as causas da ansiedade pode ajudar a superá-la. Neste processo, conseguimos por vezes perceber que certas ameaças não são ameaçadoras. Evitar coisas que o deixam ansioso pode dar-lhe um alívio temporário e garantir que nada acontecerá, mas também reforça as respostas negativas no cérebro. Com ajuda consegue trabalhar este equilíbrio.

Um psicólogo pode ajudar a orientá-lo em tudo o que precisa fazer para começar a minimizar a sua ansiedade. As coisas que aprende na terapia dão algum trabalho e é necessário um compromisso. Mas tudo o que dá trabalho vale a pena!

Brand Story