Menu
Inicio Beleza Como escolher o champô para cada tipo de cabelo

Como escolher o champô para cada tipo de cabelo

Não há nada mais certeiro para uma rotina de beleza eficaz do que saber o que precisa. Estudo connosco esta lição que promete percorrer cada fio de cabelo.

cabelo

A cosmética capilar não para de crescer, assim como toda a restante indústria da moda. Por isso, não há desculpas para não seguir a rotina capilar mais indicada ao seu tipo de cabelo. Encaracolado, oleoso, liso ou encrespado?

A Women’s Health estudou a lição e, com a colaboração de especialistas na matéria, dizemos-lhe o que é mais indicado a cada caso.

O meu cabelo é ENCARACOLADO

De acordo com o dermatologista Rui Oliveira Soares, a forma do cabelo “é determinada por dois fatores: pela forma mais elíptica ou mais circular em corte transversal e pelo número de pontes dissulfeto. Ou seja, as ligações químicas que nos encurvam o cabelo”.

Quem tem o cabelo mais encaracolado, explica, “tem maior número destas pontes químicas, o que obriga a haste (cabelo) a torcer-se sobre si própria”. Alisar constantemente pode ser a solução mais prática e a que as mulheres mais adoram. Mas é também a pior, pois corre-se o risco de “danificar definitivamente o folículo e levar a alopécia dita de tração. O cabelo muito encaracolado pode ser domado com o uso de condicionadores. Já as microtranças desaconselham-se por determinarem tração”, refere.

Experimente:

Óleo de lavanda para definição dos cachos, Christophe Robin, 35,50€

Bálsamo definidor de caracóis, Sephora, 8,5€

Máscara intensa para caracóis perfeitos, Pantene, 6,99€

O meu cabelo é OLEOSO

Quem tem o cabelo oleoso sabe quão difícil é viver com oscilações de temperatura e ambientes. A oleosidade pode acontecer por culpa de “lavagem insuficiente ou por excessiva secreção de sebo pelas glândulas sebáceas associadas a cada folículo”, diz Rui Oliveira Soares, dermatologista no Hospital Cuf Descobertas e Dermochiado, em Lisboa.

Apesar de não haver uma solução definitiva, a oleosidade pode “ser melhorada com o uso de champôs mais detergentes ou de comprimidos que diminuem a secreção sebácea, sob supervisão médica”, aconselha o especialista.

Experimente:

Champô Maxi Wash (suave e esfoliante que regula a produção de sebo), Kevin Murphy, 25,30€

Champô purificante limão e argila suave, Garnier, 5,49€

Champô-máscara com argila absorvente, René Furterer, 24,75€

O meu cabelo é ENCRESPADO

Está a ver aqueles #badhairdays constantes de que muitas mulheres se queixam? Pois bem, o cabelo encrespado e/ou difícil de domar “pode corresponder a duas situações distintas: a uma síndrome genética, relativamente rara, que pode afetar todo o cabelo ou parte dele – e a que chamamos de cabelo lanuginoso ou síndrome de cabelo impenteável.

Em vez disso, pode dever-se a uma forma muito mais comum, à deterioração da haste na sua porção distal devido a uma fase de divisão celular demasiado curta ou a agressões químicas ou físicas ao cabelo”. Mais uma vez, “os condicionadores podem minorar um pouco todas estas condições”, diz o mesmo especialista.

Experimente:

Máscara Like a Virgin, Coco & Eve, 16,95€ (exclusivo Sephora)

Bálsamo pós-champô com leite de Papiro, Klorane, 13,20€

Sérum Ultra Smooth, Avon, 6,50€

O meu cabelo é LISO

Ter o cabelo liso é ter sempre a certeza de como vai acordar todas as manhãs… por muito aborrecido que isso seja, não é verdade? Já que pouco ou nada se pode fazer, o mais acertado a fazer é respeitar os fios tal como são e apresentar um cabelo sempre saudável e nutrido.

Experimente:

Máscara de densidade, Kérastase, 38,45€

Champô potenciador de volume para cabelo fino/liso, Redken, (c.p.v.*)

amaciador com criação de densidade Fribalogy, Elvive, 3,99€

Brand Story