Menu
Inicio Beleza O que comer e não comer para acabar com a celulite

O que comer e não comer para acabar com a celulite

Não basta apenas treinar e usar o creme certo, aquilo que come é determinante!

O que comer e não comer para acabar com a celulite

A celulite resulta da formação de depósitos subcutâneos de gordura. Ou seja, “alimentos ricos neste macronutriente estão diretamente ligados” ao aparecimento ou ao agravamento”, diz a nutricionista Carla Gomes.

Esta informação fê-la questionar a sua alimentação e rotina de beleza? Não está sozinha. Expliquemos a relação.

Embora existam alimentos que até “possam melhorar o aspeto da pele (o abacaxi, por exemplo, é rico em bromelina, enzima que age como anti-inflamatório e ajuda a combater as irregularidades da pele), por si só, não há alimentos milagrosos. Para nada! Nem para emagrecer nem para atenuar a celulite” alerta. É pois “o conjunto certo que vai ajudar a melhorar esta condição: bons hábitos alimentares + exercício físico”.

Apesar de os fritos serem apontados como principais culpados pela pele casca de laranja, a especialista diz que “devemos ter em atenção também o consumo de bolos e produtos açucarados, refrigerantes, alimentos ricos em sódio e álcool”. Mas não deve apenas riscar alguns alimentos. “Consumir mais hidratos de carbono integrais, proteínas magras, gorduras boas, fibras, fru ta e vegetais ricos em antioxidantes pode ajudar a melhorar a circulação sanguínea e a oxigenação dos tecidos nas áreas afetadas.

Aliado a isto tem de vir o exercício físico e a ingestão hídrica”, que, diz, é “essencial ao bom funcionamento do organismo” e no que respeita “à melhoria do aspeto da celulite ou mesmo à sua prevenção, tem um papel importante na circulação sanguínea, facilitando as trocas celulares, evitando, deste modo, a acumulação de gordura e toxinas”.

Combater a celulite, também, na cozinha. Quem diria!


Leia também:

Como maximizar o efeito do creme anticelulite

Outros Artigos


Outros Conteúdos GMG

Brand Story