Menu
Inicio Saúde Comer estes alimentos mata mais do que fumar

Comer estes alimentos mata mais do que fumar

O estudo analisou o regime alimentar de adultos em 195 países.

Comer estes alimentos mata mais do que o tabagismo

A má alimentação é responsável por uma em cada cinco mortes em todo o mundo. E por má alimentação não se entende apenas a subnutrição, a escolha errada dos alimentos ingeridos é também um fator a pesar (e muito).

De acordo com um recente estudo publicado na revista The Lancet e que mediu o pulso à alimentação feita em todo o mundo (195 países), há, de facto, um regime alimentar que mata mais do que o tabagismo (considerado pela Organização Mundial da Saúde – OMS – como a principal causa de cancro em todo o mundo). E, acredite, é uma dieta bem mais comum do que pensamos.

De acordo com os cientistas, cujo estudo foi financiado pela Fundação Bill & Melinda Gates, incluir diariamente e em várias refeições do dia carne vermelha, carnes processadas (fiambre, salsichas, enchidos, fumados, etc.) e alimentos ricos em sal (como bolachas, pães, refeições pré-confecionadas, fast-food) é meio caminho andado para acelerar a chegada da morte. Dizem os autores do estudo que estes três fatores, quando combinados numa dieta, conseguem ser responsáveis por 20% das mortes associadas à alimentação. Trocando por números mais concretos, em 2017, morreram 255 milhões de pessoas devido a más escolhas alimentares.

 

Os três inimigos… que não estão sozinhos

O sal foi considerado o ingrediente mais nocivo para a saúde, em parte, devido ao facto de estar presente num grande leque de alimentos, mesmo de forma. Quanto à inclusão da a carne processada e da carne vermelha (cancerígena e potencialmente cancerígena, respetivamente) na lista negra, poucas ou nenhumas surpresas isso causou, pois são dois alimentos que têm vindo a ser criticados nos mais recentes estudos.

Porém, importa salientar que os investigadores frisam que o risco de morte não aumenta apenas quase se faz do sal, da carne vermelha e da carne processada os protagonistas da dieta, na verdade, não ingerir quantidades suficientes de cereais integrais, leguminosas e frutas é também bastante penoso para a saúde.

Para esta investigação, foram analisados adultos com mais de 25 anos e passadas a pente fino todas as suas escolhas alimentares, incluindo-se no leque de análise não só a composição nutricional dos alimentos, como também as porções ingeridas em cada refeição.

 

+WH: E se os logos de alimentos não saudáveis fossem trocados por calorias? Percorra as imagens acima e saiba tudo!

 

Leia também

Esta é a dieta que aumenta a sobrevivência ao cancro

Brand Story