Menu
Inicio Novidades Comer e bem sem extremismos? Rita Pereira e Patrocínio sabem onde

Comer e bem sem extremismos? Rita Pereira e Patrocínio sabem onde

De Madrid para Lisboa, o restaurante Honest Greens abriu há poucos dias no Parque das Nações e já encantou seguidores do mais variado tipo de alimentação.

Honest Greens, Rita Pereira, Carolina Patrocínio

‘Choose the Plant, Save the Land’ (‘Escolhe as plantas, salva a Terra’). Este poderia ser o grito de uma manifestação de rua a favor da alimentação mais amiga do ambiente, mas o Honest Greens não quer ser tão extremista. Em vez disso, usa a frase como destaque da publicação onde apresenta algumas curiosidades relacionadas com o novo espaço que acaba de abrir portas aos lisboetas e visitantes que procurem uma alimentação saudável e variada. Mas não pense que o menu se recheia de ‘comida de dieta’.

É no Parque das Nações, junto ao Pavilhão de Portugal, que encontra o Honest Greens. Com uma grande esplanada bem convidativa, onde os tons terras e texturas naturais, como a madeira, ráfia ou vime dominam a decoração, que se estende à sala interior. Lá, vemos uma mezanine para um espaço mais privado, e a cozinha, completamente à vista de todos.

Honest Greens

A cozinha é o coração do espaço

… e representa na perfeição a mensagem que os responsáveis do restaurante pretendem passar. A de que a comida ali servida é do mais fresco, verdadeiro e simples que pode encontrar. Em suma, uma refeição saudável, sem extremismos, que agrada a todos. Dos vegans aos celíacos, passando pelos que querem controlar um pouco mais as calorias aos que não dispensam um prato de carne.

Como nos diz Carolina Patrocínio, uma das embaixadoras do Honest Greens em Portugal, comer neste restaurante é “uma experiência imperdível”. “É algo verdadeiramente único em Lisboa, com comida real, um ambiente fantástico, muito familiar e com tanta variedade de opções de comida saudável para todos os gostos, sem fundamentalismos. Dá de facto para um grupo de amigos com os gostos mais ecléticos. Acho que é mesmo de paragem obrigatória”.

Primeiro, nuestros hermanos

Além de Carolina, também Rita Pereira é embaixadora do espaço em Portugal, que abriu portas após a inauguração do mesmo negócio, em Madrid, espaço que as apresentadoras já foram conhecer.

“Os gostos são cada vez mais similares. Os portugueses estão muito atentos ao que se passa lá fora e mostraram muita curiosidade em vir conhecer o Honest Greens assim que abriu; Tem tido grande adesão na hora de almoço e tenho a certeza de que vai ser um sucesso” como o que viu em Madrid, conta Carolina Patrocínio à Women’s Health.

Entre o restaurante português e o espanhol, a oferta é a mesma. “Não sei o que tem vendido mais num e noutro lado, mas a ementa é exatamente a mesma”, garante Rita Pereira, que aponta como única diferença os fornecedores, que são da região onde o Honest Greens abre (sim, prevê-se mais aberturas). “Os fornecedores daqui são todos portugueses, o que é ótimo, porque ajuda a agricultura local”, diz.

Honest Greens

Outro aspeto que torna o Honest Greens tão apetecível, para Rita Pereira, é o facto de a comida ser saudável, biológica e com muito sabor. “Isto não é ‘comida de dieta’! Tenho recebido imensas mensagens a perguntar isto”, esclarece, garantindo que aqui o que não falta é cor e sabor. Como exemplo, aponta “as panquecas cheias de molho”. “Podemos comer 3 ou 4 que não vamos engordar tanto quanto com umas panquecas tradicionais”, reconhece.

Equilíbrio, sempre

É assim que a atriz define a sua alimentação: equilibrada. E, para tal, nada como um espaço onde a ementa é cuidada mas variada e nada limitativa. “Quando como fora, não faço por ter uma alimentação diferente da que tenho em casa. O que faço é apenas comer o que me apetece em cada dia. Temos de adaptar a alimentação ao longo do ano para ir equilibrando as coisas. Não há nada que eu não coma”, remata Rita Pereira.

“Quando como fora, não faço por ter uma alimentação diferente da que tenho em casa. Simplesmente como o que me apetece em cada dia”.

Carolina Patrocínio é da mesma opinião. Seja em casa ou fora, o tipo de alimentação é sempre o mesmo, embora priorize nos restaurantes pratos que não são tão simples de se preparar em casa, “como o tataki de atum ou o húmus”, aponta.

Mesmo grávida, não sente grandes limitações a nível de alimentação. “Basta ir a sítios de confiança. E este para mim é de máxima confiança, por isso não sinto que tenha grandes restrições alimentares”.

É para toda a família

Na hora de juntar a família à mesa, Carolina Patrocínio tem o cuidado de escolher para as três filhas pratos não tão condimentados quanto o de um adulto. Quanto à base, não podia ser mais simples: “Seguir a dieta mediterrânica com peixe ou carne, de forma alternada, com hidratos e legumes. Eu e o Gonçalo fazemos uma dieta mais limpa, mais proteica”.

Honest Greens, Carolina Patrocínio

Como a carta do Honest Greens organiza-se em três etapas, é bem possível criar um prato ao gosto de cada um, sem esquecer as necessidades básicas dos mais novos. Basicamente, o cliente escolhe uma opção da etapa 1 (1 entre 6 proteínas ou salada), uma opção da etapa 2 (molho ou proteína) e 2 opções da etapa 3 (guarnições plant-based), junta-lhe a bebida e sobremesa e tem o seu prato mais que personalizado.

E caso ainda houvesse dúvidas sobre se as crianças gostam ou não deste tipo de pratos, Rita Pereira tem a prova de que sim. “O Lonô já não come papas, já lhes torce o nariz. Ele veio ao Honest Greens e varreu um prato sozinho!”. “Ele só tem um ano, eu sei. Já lhe dou coisas mais diferentes que outras mães ficam meio reticentes. Mas ele adora abacate, papaia, aveia… tento inserir tudo o que não possa causar-lhe alergia. É só ir adaptando”, resume. Quão mais simples poderia ser comer bem e com prazer?

Pormenores que importam:

Morada: Alameda dos Oceanos, lote 2.11.01, Lisboa, Portugal
Horário de funcionamento: de 2ª a domingo
Horário da cozinha: das 8h30 às 24h00 (o Honest Green conta com carta de pequenos-almoços, além da de almoço e jantar)

Honest Greens

Brand Story