Menu
Inicio Nutrição Com este produto, nunca mais vai querer tocar na manteiga tradicional

Com este produto, nunca mais vai querer tocar na manteiga tradicional

Provém da manteiga tradicional mas passa por um processo que lhe garante diferentes nutrientes.

“A manteiga ghee é obtida através do aquecimento lento da manteiga tradicional, permitindo que os seus constituintes, os resíduos sólidos e a água se separem da gordura” começa por explicar a nutricionista Mafalda Almeida, que tem um consultório privado em Lisboa. Numa comparação a nível de nutrientes, a também autora do blogue Loveat diz que a ghee tem mais gordura do que a manteiga tradicional, logo, é mais calórica. “Porém, o tipo de ácidos gordos pelos quais é constituída são de cadeia média, contrariamente aos da manteiga tradicional”.

Ainda assim, os estudos sobre os benefícios de uma e outra ainda são poucos e algo controversos pelo que é precoce apontar com toda a certeza qual a melhor. Para já, o que se sabe é que a ghee é isenta de lactose e aguenta temperaturas mais elevadas, “o que é útil para saltear ou fritar alimentos”, aponta. “Tanto uma como a outra deverão ser consumidas com moderação, dado o seu valor em gordura saturada”, diz a nutricionista, que refere que 100 gr de manteiga tradicional contam com 51,37 gr de gordura saturada e a mesma quantidade de ghee conta com 57,46 gr. “A melhor alternativa seria, sem dúvida, o azeite”, remata.

Se ainda assim quiser optar por esta ‘nova manteiga, saiba que pode prepará-la em casa. Só tem de colocar uma porção de manteiga tradicional num tacho ao lume em banho-maria. “À medida que se for criando uma espuma, retire a mesma com a ajuda de uma escumadeira. Só quando não existir formação de mais espuma é que o lume deverá ser desligado e o líquido transferido com cuidado para um outro recipiente, de modo a que o resíduo que se irá depositar no fundo do tacho não seja transferido. Este resíduo é um depósito de lactose e da parte proteica da manteiga (caseína)”, explica.

Brand Story