Menu
Inicio Living Cinco dicas para ser mais sustentável na cozinha

Cinco dicas para ser mais sustentável na cozinha

Não tem de partir do 8 para o 80, mas há muito que pode fazer para uma cozinha mais amiga do ambiente. A ambientalista Joana Guerra Tadeu diz como.

cozinha sustentável

Sozinhas não salvamos o mundo, mas há muito que não estamos sozinhas nesta luta. Pequenas mudanças trazem grandes resultados e é precisamente nos pormenores que podemos fazer a diferença.

Se nos inspirarmos umas nas outras, se reproduzirmos hábitos mais conscientes e amigos do ambiente, teremos uma rotina mais sustentável e saudável, para nós, para o planeta, para a carteira. São só vantagens! Para nos ajudar a orientar neste caminho, a Women’s Health pediu à ecofeminista e ativista Joana Guerra Tadeu 5 dicas para ser mais sustentável na cozinha. Talvez já pratique algumas delas ou então nunca tinha pensado em pô-las em prática. Seja como for, conheça as sugestões da autora do site Ambientalista Imperfeita e seja mais verde.

  1. Planear:

…o maior impacto ambiental do indivíduo advém do excesso de produtos de origem animal na alimentação e do desperdício alimentar. Crie um plano semanal de refeições maioritariamente vegetarianas e inclua um jantar de “limpeza do frigorífico”, em que se usam todos os vegetais que estão velhos ou prestes a estragar-s. Pode usá-los num salteado ou numa sopa, por exemplo; faça uma lista de compras que tenha em conta os legumes e frutas da época e evite comprar grandes quantidades.

Dica extra: coloque, no frigorífico, um recipiente com as palavras “Come-me primeiro”. É lá que vai colocando as sobras ou iogurtes quase fora do prazo.

  1. Reutilizar:

Substitua todos os descartáveis por opções reutilizáveis, como guardanapos de papel por guardanapos de pano, película aderente por panos encerados ou café em cápsulas por café vendido a granel; aliás, o granel permite-lhe comprar café, chá, especiarias e vários grãos e feijões sem trazer embalagens que terão que ser recicladas. Um processo que também usa recursos finitos como água e energia; leve frascos para comprar produtos mais pequenos ou húmidos e sacos que já tenha para trazer pão, frutas e vegetais.

  1. Conservar:

Aprenda os melhores truques de conservação de produtos frescos, congelados ou até conservados em vinagre; por exemplo, antes de as colocar no frigorífico, embrulhe folhas verdes em panos húmidos e submerja as cenouras em água; não misture as bananas com as outras frutas (sobretudo as maçãs, tendem a apodrecer mais depressa).

  1. Lavar:

Use escovas de fibras naturais, fibra de côco ou lufas em vez de esfregões de plástico que poluem a água com micropartículas. E opte por detergentes sem químicos tóxicos para os meios aquático; se tiver máquina prefira-a a lavar a loiça à mão para uma utilização mais eficiente da água.

  1. Circular:

Comece uma horta em casa, nem que seja com um vasinho de hortelã, e pondere começar a fazer compostagem; conhecer de perto o ciclo de vida dos nossos alimentos ajuda-nos a respeitá-los e valorizá-los mais; espreite, no instagram, @hortas_lx para dicas sobre como ter uma horta na cidade e @mudatuga para aprender a compostar num apartamento.

Brand Story