Menu
Inicio Saúde Ciência está a um passo de criar o comprimido anti-ressaca

Ciência está a um passo de criar o comprimido anti-ressaca

Quem nunca desejou um comprimido anti-ressaca? Pois bem, até mesmo o mentor deste estudo sentiu a necessidade de encontrar o tão desejado antídoto.

anti-ressaca

Comecemos pela mensagem mais importante de todas: o consumo de bebidas alcoólicas deve ser pontual e moderado o máximo possível, sob a pena de os efeitos no organismo serem demasiado danosos e a saúde, por isso, ficar em risco.

Mas temos boas notícias para quem comete um ou outro excesso de quando em vez. A Ciência está a um passo de conseguir tornar real o comprimido anti-ressaca, sim, um pequeno fármaco que promete acabar com os enjoos e dores de cabeça depois de uma noite de copos.

Idealizado por Yunfeng Lu, “entusiasta e apreciador” de vinho e cocktails e professor de Química e Engenharia Biomolecular da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, o comprimido contra a ressaca foi já testado em ratos e assume-se como promissor – faltando, claro, os resultados dos testes a realizar ainda em humanos.

 

O comprimido anti-ressaca

Esperado há muito, este comprimido parece uma simples invenção mas, na verdade, é o resultado de intensas investigações.

Com a ajuda do professor Cheng Ji, especialista em doenças hepáticas, Lu inspirou-se nas enzimas naturais que o nosso organismo tem e que conseguem quebrar o efeito do álcool, replicando-as de forma a que o álcool seja convertido em moléculas não nocivas que facilmente são expelidas pelo organismo.

Para já apenas testado em ratos alcoolizados, o fármaco conseguiu reduzir a quantidade de álcool no sangue em 45% e apenas em quatro horas. Além disso, os níveis de concentração de acetaldeído permaneceram baixos, reduzindo consideravelmente o risco de toxicidade do álcool no organismo.

Segundo o cientista mentor da ideia, este fármaco poderá ainda ser uma solução para tratar mais eficazmente as intoxicações por álcool, acabando por aliviar os serviços de urgência e os custos que os hospitais suportam com casos de alcoolismo pontual – o chamado coma alcoólico, comum, por exemplo, em festas académicas.

 

Sabe quanto tempo as bebidas alcoólicas demoram a sair do organismo? Clique nas imagens acima e descubra.

 

Leia também

https://www.womenshealth.pt/living/festa-calorias-bebidas-alcoolicas/

 

Brand Story