Menu
Inicio Living Gosta do cheiro a roupa nova? Pode ficar intoxicada

Gosta do cheiro a roupa nova? Pode ficar intoxicada

Todos os dias somos expostos a uma série de poluentes e químicos que prejudicam a saúde. E a roupa que veste não é exceção.

Todos os dias somos expostos a uma série de poluentes e químicos que prejudicam a saúde. Quando essa exposição é prolongada, o risco intensifica-se e as consequências podem ser verdadeiramente trágicas. Mas, esses perigos não estão apenas nos sprays ou nos gases emitidos. Na verdade, elementos como a roupa que usa ou até os brinquedos dos miúdos podem estar repletos de químicos nocivos para a saúde de toda a família.

E alguma vez pensou que a sua roupa nova também lhe pode estar a passar químicos nocivos?

De acordo com um relatório da organização não-governamental Greenpeace, com componentes químicos estão presentes na roupa desde o começo da sua produção até quando lava cada peça em casa. O referido documento fala mesmo num rasto tóxico com os componentes potencialmente cancerígenos das tintas que dão a cor ao vestuário, como as formulações que contêm ftalatos, usadas na estampagem. Depois, as águas usadas durante a manufatura vão contaminar as restantes fontes de água residuais, elevando ou criando o nível de toxicidade, o que se traduz num estado de poluição dos rios, lagos e mares.

De facto, um estudo espanhol realizado pela Universidade Rovira i Virgili em Tarragona, chegou à conclusão de que os riscos dos químicos no vestuário vão mais além do que aquilo que se pensada. De acordo com o site da Universidade, por ano, são vendidas cerca de 80 milhões de peças de roupa cujas consequências demoram décadas até serem eliminadas do planeta.

O perigo de não lavar a roupa antes de a vestir

Depois de terminado o processo de produção, as substâncias químicas não desaparecem. De entre as principais consequências dos químicos encontrados na roupa estão as alergias cutâneas e algum tipo de irritação. “As concentrações residuais de algumas substâncias podem permanecer e libertar-se durante o uso por parte dos consumidores”, assinala um dos investigadores do estudo.

Algumas substâncias químicas como os olioligamentos, os retardadores de chama, certos pigmentos ou corantes presentes em certas peças de roupa pode ter perigos significativos. “A exposição dérmica humana a substâncias químicas potencialmente tóxicas através de têxteis / roupas de contacto com a pele mostra uma presença não negligenciável em alguns têxteis, o que pode levar a potenciais riscos sistémicos. Sob circunstâncias específicas de exposição, a presença de alguns produtos químicos pode significar riscos de cancro para os consumidores”, pode ler-se no estudo da Universidade espanhola.

Apesar de em alguns casos diminuir a exposição a químicos ser bastante simples já que no que toca à roupa só precisa de a lavar antes de vestir, noutros objetos pode não ser tão fácil. Ainda que não exista uma forma de se ver livre de todos os poluentes domésticos, pode minorar a quantidade.

Veja na galeria como diminuir a quantidade de químicos que tem em casa!


Leia também

Reduza assim o desperdício alimentar

 

Brand Story