Menu
Inicio Treino Cérebro saudável? Basta treinar assim

Cérebro saudável? Basta treinar assim

Os estudos sobre os benefícios do exercício físico multiplicam-se e, para ser saudável, é fundamental que aposte numa rotina equilibrada.

Cérebro saudável? Basta fazer este tipo de exercício

Os estudos sobre os benefícios do exercício físico multiplicam-se. E a verdade é que apenas quem pratica algum desporto sabe o quão mais saudável se sente depois de um treino.

Além dos inúmeros benefícios físicos, e se a idade é algo que a preocupa, saiba que praticar um desporto pode também ajudar a rejuvenescer, como lhe explicamos neste artigo. Na verdade, os dados sobre o exercício físico, em Portugal, continuam a ser preocupantes, pois apenas 32% dos adultos o realiza, segundo o Observador Cetelem.

Agora, um novo estudo da Duke University (EUA) vem dar ainda mais força à necessidade de treinar, para manter o seu cérebro ativo e, sobretudo, saudável.

Mente saudável em 35 minutos

Já sabe de cor as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre a quantidade de vezes que deve treinar por semana e a intensidade dos treinos, certo? Se tem entre 18 e 64 anos deve realizar, semanalmente, 150 minutos de exercício físico moderado. No caso de exercício intenso, deve perfazer 75 minutos de exercício.

Ora, além de todas as vantagens que já expressámos a cima, o novo estudo vem agora apontar novas diretrizes. O mesmo refere que 35 minutos de exercício aeróbico é o suficiente para melhorar a condição cognitiva em adultos com problemas a esse nível. Deve realizá-lo três vezes por semana, durante seis meses, pelo menos.

Na prática, apenas tem de treinar durante 35 minutos e conseguir organizar a sua semana. Assim terá essa meia hora por dia, três dias a cada semana, para cuidar de si. Se ainda não se rendeu ao exercício físico, saiba que está ao mesmo nível dos participantes deste estudo. Tal indica que se insere no grupo das pessoas sedentárias.

Todos os participantes apresentavam também dificuldades de concentração e até de memória e a prática de exercícios aeróbicos. Segundo esta pesquisa, o treino levou a um aumento significativo das funções cognitivas destas pessoas.

Uma ajuda preciosa da alimentação

Apesar de o exercício físico ser fundamental na manutenção do corpo e mente, não podemos deixar de lado a função da alimentação.

Por esta relevância, todos os participantes do estudo também mudaram as suas dietas para um registo mais saudável. Passaram a comer alimentos com baixo teor de sódio, mas ricos em fibra.

Vegetais, fruta, feijões, nozes, derivados do leite, cereais integrais e carnes magras foram a base desta forma de comer. Esta dieta foi desenhada sobretudo para ajudar a baixar a hipertensão e a pressão arterial dos participantes.

Ainda precisa de uma desculpa e de mil e um motivos para começar a treinar e ser mais saudável? Veja este artigo da Women’s Health e descubra alguns dos problemas de saúde que treinar regularmente pode prevenir.


Leia também

O exercício físico que ajuda a combater a depressão

Brand Story