Menu
Inicio Gravidez Catarina Gouveia: “Procuro ter uma alimentação o mais natural possível”

Catarina Gouveia: “Procuro ter uma alimentação o mais natural possível”

A atriz, que já está no terceiro trimestre de gravidez, partilhou com a Women’s Health os seus hábitos alimentares.

Como já seguia um estilo de vida saudável com base num conhecimento muito sustentável que foi adquirindo ao longo dos anos, Catarina Gouveia diz não ter sentido a necessidade de procurar um apoio nutricional quando ficou grávida. “Antes de planear engravidar aquilo que eu fiz foram algumas análises para perceber se o meu organismo tinha alguma carência e como estava tudo bem, continuei com o meu estilo alimentar”, diz.

Além de evitar sempre que pode o consumo de comida processada, Catarina Gouveia diz procurar ter uma alimentação o mais natural possível de uma forma que descreve como: “descascar muito e desempacotar pouco”. A atriz diz que este tipo de alimentação traz uma verdadeira nutrição para o seu bebé e que faz com que ele cresça saudável. “Tento optar por muitos vegetais, frutas e leguminosas”, conta-nos.

A ideia de comer por dois e os desejos

Em relação aos típicos desejos da gravidez, Catarina diz ainda não ter tido. No entanto, confessa que no primeiro trimestre teve muita vontade de comer comida da sua infância. “Lembro-me de uma vez estar na estrada e passar por uma padaria e eu tinha muito o hábito de ir a padarias lanchar com a minha mãe e pedir um pão com queijo tostado… então parei o carro e fui comer um pão prensado com queijo que era algo que eu não comia há anos”, conta.

“Espero que um dia ela me possa fazer companhia ao pequeno-almoço a beber o seu sumo de beterraba sem fazer caretas e dizer que não gosta”.

Catarina diz ser importante desmistificar a ideia que existe em que a grávida tem de comer mais ou tem de comer por dois. “Ao longo da minha gravidez tenho sentido que o regime alimentar que eu já praticava antes é o suficiente para que o meu bebé cresça. É importante estarmos atentas aos sinais do nosso corpo, pararmos de comer quando estamos satisfeitas e não comer só por gula”, diz.

A atriz relembra que o mais importante é ter a consciência de uma alimentação saudável, do que é saudável para nós, para o bebé e que as grávidas devem ter prazer a comer.

Além disso, Catarina Gouveia diz gostar de pensar que está a apresentar ao bebé todos estes sabores diferentes que ela mesma consome para que este possa desde logo distingui-los. “Espero que um dia ela me possa fazer companhia ao pequeno-almoço a beber o seu sumo de beterraba sem fazer caretas e dizer que não gosta”, conta.

Nutrição pela manhã

Catarina diz que o que mudou depois de engravidar foi a sua sensação de se sentir nutrida através daquilo que come. “Eu já gosto efetivamente de sentir que o alimento que dou ao meu corpo me está a nutrir, pois é algo que me ajuda a procurar o tipo de comida que consumo e ao mesmo tempo ter algum prazer enquanto como”, afirma.

“Quando soube que estava grávida essa sensação de me nutrir ainda se intensificou mais, porque agora para além de me estar a nutrir a mim estou a nutrir o meu bebé com alimentos reais, com um verdadeiro aporte nutricional, portanto ainda me sabe melhor”, acrescenta.

Este processo de se sentir nutrida começa logo pela manhã com um batido verde ou um batido vermelho, para que possa fortalecer os seus níveis de ferro, uma vez que não come carne. A atriz partilhou com a Women’s Health os batidos que costuma beber logo pela manhã em jejum.

Batido matinal

Ingredientes

1 beterraba crua, descascada pequena e bem lavada;

1 rodela de ananás

Pedaços de maçã

Ou

1 rodela de ananás

1 punhado de folhas verdes (espinafres, couve portuguesa ou outra à sua escolha)

Água

Preparação

Misturar todos os ingredientes na liquidificadora e triturar.

Além do batido, Catarina Gouveia diz que gosta de fazer panquecas ou papas de aveia – algo que seja mais proteico. “Nas papas de aveia simples ponho sempre um ovo, ou então faço umas panquecas ou tapioca recheada com dois ovos. De vez em quando faço papas de caju (cozinho e trituro dois punhados de caju e fica uma espécie de Cerelac).

Brand Story