Menu
Inicio Beleza Cabelos: vai seguir as tendências para este inverno?

Cabelos: vai seguir as tendências para este inverno?

Cortes escadeados, mullets, long bobs e franjas serão as estrelas dos próximos meses. Seja no corte ou na cor, arrisca mudar?

Pexels

Cortar o cabelo, para muitas mulheres, pode ser um desafio, enquanto para outras pode ser um verdadeiro alívio e um marco para o começo de algo novo. Há quem diga que mudar o cabelo, seja com um corte ou uma nova cor, tem um significado bastante emocional para as mulheres.

Por isso, se está a pensar em fazer uma mudança, a entrada no inverno pode ser uma boa opção, já que há opções bastante diversificadas para este outono/inverno.

Talvez a tendência principal seja não seguir nenhuma ou, então, criar a sua própria. São tempos de arriscar! No entanto, neste caminho de autoconhecimento, de tentar perceber o que funciona melhor para si, é possível ter em conta alguns aspetos para seguir como referência.

A Women’s Health falou com vários especialistas e apresenta-lhe várias sugestões (para todos os gostos e tipos de cabelo!)

Mullet

Imagem: Getty Images

Um dos principais cortes em destaque para esta estação é o Mullet, que foi adotado pela atriz da série Casa de Papel, Úrsula Corberó (personagem Tóquio) cujo efeito, de acordo com o formador dos cabeleireiros Sanjam, Angel Diez, foi um aumento pela procura deste corte em todos os salões. Esta é uma tendência ousada e “para pessoas mais atrevidas que não têm receio em arriscar”, diz o especialista. O seu efeito é uma “nuca mais comprida com um degrade acentuado, sendo um corte andrógeno, super versátil com volume efeito Bowl anos 60, com caracóis efeito layers shag e sempre em voga com o estilo wet look”, explica a diretora técnica dos cabeleireiros Jean Louis David, Rute Ricardo.

The outgrown 70’s fringe

Imagem: Getty Images

Para as fãs de cabelo médio a comprimido e, principalmente, de franjas, esta é uma boa opção. “A atitude desta franja grita ‘eu não quero saber, não invadas o meu espaço’. Esta é uma evolução das franjas curtinhas que tanto adoramos, são super versáteis mais compridas, com mais textura e não exigem grande manutenção”, explica Joana Oliveira, CEO e hairstylist do salão Hair Fusion.

The Shullet

Imagem: Getty Images

“Esta é uma união do Shag Cut e do Mullet, com escadeados texturizados a moldar o rosto, mantendo o comprimento”, diz-nos Joana Oliveira. O segredo deste corte é garantir que a sinergia do escadeado está no seu melhor, para que não se note diferenças drásticas de comprimento no cabelo.

E na cor, arrisca mudar?

É certo que os efeitos balayage vieram para ficar. Este tipo de coloração que ganhou muita força nos últimos anos “também muda para um ar mais sofisticado e para tons mais quentes ou louros muito frios e tons fantasia”, diz-nos Joana Oliveira. Para Angel Diez, os tons deste tipo de madeixas vão passar a ser “mais baunilha, manteiga e à base dos bronzes”, diz-nos. Mas, uma das tendências para os tons de cabelo, de acordo com Rute Ricardo é permanecer o mais natural possível e “evidenciar a nossa cor natural já existente, dar-lhe mais vida e personalidade”, diz-nos. “Os efeitos Sun-bleached vão continuar a ser uma tendência, pois são efeitos naturais, ligeiramente quentes e com baixa manutenção”, acrescenta a especialista.

Sugestão WH

Quer seja para madeixas ou para pintar totalmente, se lhe agrada esta ideia de mudança, a nossa sugestão é que opte por produtos de coloração desenvolvidos por especialistas que têm em atenção a sensibilidade dos fios e procuram agredir o cabelo o mínimo possível.

A gama Phyto Color, dos laboratórios Phyto, apresenta-se como a primeira coloração permanente enriquecida com pigmentos vegetais. Livre de amoníaco, garante o respeito do couro cabeludo e uma coloração de longa duração, que cobre totalmente os cabelos brancos.

Esta gama que lhe sugerimos não é para uso profissional, mas sim para que cada pessoa faça a mudança a si mesma, em casa. Cada kit (à venda por 13,9€) inclui um leite revelador, creme colorante, máscara, par de luvas e folheto informativo. É precisamente neste folheto que encontra, detalhadamente, toda a informação que precisa para pintar o seu cabelo em casa com toda a segurança.

Para começar, só tem de escolher o seu tom entre os 19 disponíveis. E após a coloração, proteja a cor com o champô (11,90€), máscara (19,90€) e cuidado ativador do brilho (19,90€), uma ganha também da linha Phytocolor.

Brand Story