Menu
Inicio Beleza Estas são as bebidas alcoólicas que podem prejudicar a sua pele

Estas são as bebidas alcoólicas que podem prejudicar a sua pele

Antes de escolher o que consumir, fique a conhecer as melhores e as piores bebidas alcoólicas para a sua pele.

bebidas alcoólicas

Quando se trata do seu rosto, talvez não precise de ser um dermatologista para saber que o álcool e a sua pele não são os companheiros mais felizes. Basta um olhar mais atento e conseguimos perceber como fica a pele depois de uma noite mais prolongada de copos.

Quão prejudiciais podem ser as bebidas alcoólicas para a pele? E o que pode ser feito para corrigir os danos causados? A WH falou com vários profissionais de cuidados da pele, veja quais são as recomendações.

Beber álcool pode causar problemas de pele?

“Não há dúvida de que o álcool afeta sua pele”, diz o dermatologista Sam Bunting. “A longo prazo, o consumo excessivo de álcool pode causar inflamação persistente, vermelhidão fixa e o aparecimento de pequenos vasos sanguíneos que se corromperam”.

Além disso, “as bebidas alcoólicas têm uma elevada quantidade de açúcar, o que faz com que os níveis de insulina aumentem, criando um ambiente que promove a inflamação da pele – condições comuns como o acne podem aumentar”, acrescenta.

Beber álcool envelhece a pele?

Sim. De seguida, apresentamos-lhe uma lista que leva a este envelhecimento.

Rutura de sotck nutritivo

“O álcool priva a pele de vitamina A, impedindo a sua absorção e acelerando a quebra do seu stock existente”, afirma o dermatologista David Jack. Isto significa que a rotatividade das células da pele fica muito baixa ou quase nula.

Desidratação

“O álcool aumenta a perda de água nos rins ao suprimir a hormona vasopressina, que ajuda na absorção de água”, acrescenta o dermatologista. O efeito é as células da pele secarem, criando linhas mais proeminentes.

Rutura de vasos sanguíneos

Sabe aquelas linhas finas que aparecem no rosto, semelhantes a pequenos derrames? A sua causa pode ser a falta de vasopressina.

Rugas superficiais

O aparecimento de pequenas rugas superficiais no rosto (depois da ingestão de bebidas alcoólicas) acontece devido ao elevado teor de açúcar do álcool. “As moléculas de açúcar na corrente sanguínea juntam-se a proteínas para formar produtos finais de glicação avançada (AGEs)”, explica o diretor científico e cofundador da Venn Skincare.

Estudos têm mostrado que os AGEs impedem a produção de colagénio e elastina, resultando na redução da renovação e reparação celular. Na pele isso traduz-se como uma tez sem cor e brilho.

Além disso, a glicose não torna apenas as células da pele anormais, mas também cria radicais livres, o que, por sua vez, vai envelhecer a pele.

Destruição hormonal

Beber pela madrugada, enquanto se costuma deitar às 22 horas, vai causar danos nas suas hormonas. Por outras, palavras, o seu ritmo circadiano (o seu relógio interno) vai ser interrompido. Quando não dorme uma noite inteira de sono, não passa por tantos ciclos, então a hormona somatropina não aumenta como deveria.

“Esta hormona de crescimento é libertada durante o estágio mais reparador do sono, conhecido como REM. Se perder esta fase, isto vai levar à redução da renovação celular e da estimulação de colagénio”, explica o médico Mun.

Os baixos níveis de somatropina também reduzem os níveis de humidade nas células da pele, desequilibrando o nível de pH da mesma. O resultado final é uma pele desidratada e sem brilho.

As melhores e as piores bebidas alcoólicas para a sua pele

Tequila

“A tequila tem menos açúcar do que a maioria das outras bebidas alcoólicas, então é menos provável que desencadeie inflamação e erupções”, diz o médico Bunting. “Deixe de lado o sal e a probabilidade de ter uma ressaca é menor”, acrescenta.

No entanto, se optar por beber shots durante a noite toda, sem dúvida de que a sua pele e cabeça irão ressentir.

Cerveja

“A cerveja contém menos álcool do que as ‘bebidas brancas’ e as pessoas tendem a beber mais devagar, por isso, ela terá um efeito menos desidratante do que as restantes bebidas”, diz Bunting.

Gim tónico ou vodka com sumo

“O gim e a vodka não têm congéneres (portanto, é menos provável que sofra de uma enorme ressaca). Além disso, estas bebidas também têm um teor relativamente baixo de açúcar e sal, desde que opte por uma água tónica (ou um sumo) dietética. Em suma, as bebidas destiladas são menos agressivas para a pele do que os seus equivalentes”, explica o Dr. Bunting.

Vinho Branco

A maioria de nós está bem familiarizada com a forte dor de cabeça provocada por uma noite de vinho branco e, como já era de esperar, a sua ingestão em demasia também não faz bem para a pele.

“O vinho branco é rico em açúcar, o que leva à inflamação sistémica. Isso significa que, em última análise, contribui para os danos celulares e para o aumento do envelhecimento da pele”, afirma Bunting.

Além disso, “o vinho branco tem zero qualidades redentoras, pois não há nada nele para oferecer à pele em termos de benefícios para a saúde”, acrescenta.

Mojito

“O açúcar em qualquer parte da dieta, junto com outros hidratos de carbono em excesso, leva à inflamação sistémica, que pode levar ao aumento do envelhecimento da pele. Quanto menos açúcar ingerir com o álcool, menor será o risco de rugas a longo prazo. Infelizmente, os mojitos são carregados com açúcar, assim como as bebidas misturadas com energéticos, sumos de frutas ou coca-cola”, explica o Dr. Bunting.

Margarita

“A margarita é um golpe duplo devido à dupla perigosa do açúcar e do sal’, diz o médico Sam. “Isso leva à aparência inchada que associamos a uma ressaca, sem mencionar os outros efeitos potenciais do envelhecimento do açúcar a longo prazo”, acrescenta.

Se a vida lhe der limões, talvez não faça uma margarita.

Vinho Tinto

Pode ficar admirada, mas o vinho tinto é praticamente a pior bebida para o seu rosto.

“O álcool é um vasodilatador, o que significa que promove a abertura dos vasos sanguíneos da pele, o que leva ao aumento da vermelhidão. O vinho tinto é um dos piores culpados, pois liberta histamina, que promove a vermelhidão”, diz Bunting.

“Este facto faz com que o vinho tinto seja uma das piores bebidas, especialmente se tem a tendência para ficar com vermelhidão ou se tem rosácea”, acrescenta.

Brand Story