Menu
Inicio Saúde Um banho quente tem este efeito nos músculos após o treino

Um banho quente tem este efeito nos músculos após o treino

Um banho relaxante (e quente) parece uma proposta extremamente tentadora depois de um dia de trabalho intenso. Mas esse é apenas um dos benefícios.

Com a chegada do frio a água do banho começa a ficar progressivamente mais quente. É nesta altura que um banho a dois pode ser um verdadeiro desafio. Há sempre um elemento do casal que gosta da água quente ao ponto de a pele ficar vermelha, quase como acontece nos bonecos animados em que o calor da água perfura a pele, chegando aos ossos.

Apesar de o banho dever ser rápido para proteger o planeta e reduzir o desperdício de água, ao final de um dia intenso de trabalho, especialmente com as temperaturas mais baixas, um bom banho relaxante (e quente) parece uma proposta extremamente tentadora. Se juntar um copo de vinho tinto ao seu banho de imersão e um jantar caseiro, depois do banho, tem a combinação perfeita para aquecer e esquecer o stress.

 

Os benefícios de um banho quente de imersão

De acordo com um estudo recente, os efeitos de um banho de imersão vão mais além do relaxamento depois de um dia de trabalho. Na verdade, esta prática pode mesmo ter benefícios muito concretos para a saúde. A pesquisa realizada por um conjunto de investigadores de várias universidades do Reino Unido e publicada no Journal of Applied Physiology afirma que o banho de imersão pode ser a chave para reduzir a inflamação.

Os investigadores procuraram entender a influência da temperatura no tratamento da inflamação e as conclusões indicam que o aumento da temperatura corporal pode ajudar a aliviar o processo inflamatório. Assim, 10 homens foram submersos em água a 39ºC, durante uma hora. Este processo aconteceu ao longo de duas semanas, nas quais os participantes tomaram 10 banhos de imersão.

Os investigadores britânicos tentaram teorizar sobre a influência de um banho quente na glicose e a sua relação com o processo inflamatório. Foram recolhidas amostras de sangue de cada participante, antes, logo a seguir e passadas duas horas do banho. Ao fim do primeiro banho, os resultados começaram logo por surpreender os estudiosos, dado que houve um aumento de interleucina. Esta proteína, ligada ao sistema imunitário, é também um marcador de inflamação. Além disso, houve ainda o aumento da produção de óxido nítrico. Isto é importante, dado que o óxido nítrico é responsável pelo relaxamento dos vasos sanguíneos, tendo ainda propriedades anti-inflamatórias.

 

Uma forma para recuperar depois do treino

O exercício, é um dos fatores de stress físico que causam um pico no processo inflamatório. O banho quente, de imersão, tal como um treino mais intenso, pode ser considerado um fator de stress, pelo que o objetivo deste estudo era entender se ambas as atividades tinham reações semelhantes. Um banho de imersão, quente, pode ser uma boa forma para recuperar depois de um circuito de exercícios mais intenso.

Note que, apesar dos benefícios enunciados anteriormente, um banho de imersão desperdiça bastante água pelo que é uma prática que não deve ser recorrente.


Leia também

Curto e intenso. O que diz de um treino de 60 segundos?

Brand Story