Menu
Inicio Treino Ballet sem pontas (mas com o corpo de quem dança)

Ballet sem pontas (mas com o corpo de quem dança)

Ballet sem pontas (mas com o corpo de quem dança)

O que é que Candice Swanepoel, Carolina Patrocínio e Gabriela Pugliesi têm em comum? (Além de um corpo espetacular, é claro) Todas se renderam ao ballet. Não às sapatilhas, mas a exercícios que combinam dança com barra de chão e até yoga.

Um estudo da Universidade de Hertfordshire, Reino Unido, provou que o clássico traz mais benefícios do que a natação. Se o ballet já é bom a solo, imagine quando combinado com outras modalidades. Se ainda tem as sapatilhas de infância ou se nunca fez um plié, não interessa. Está preparada para se transformar em cisne?

Bailarina nas horas vagas

Quase todas crescemos a querer fazer ballet. Em crianças admiramos os collants cor-de-rosa e os tutus. Já em adultas o que mais queremos da dança são os contornos corporais. Os nomes acima referidos são a prova viva de que tal é possível – e sem pontas!

A Women’s Health comprova-o ao apresentar três modalidades que se inspiram no ballet, mas onde o conceito foi reformulado. Em diferentes espaços de Lisboa, acredite, é possível ‘dançar’ ao seu ritmo.


Leia também

Três, dois, um… plié! Descubra o Ballet Fitness

Brand Story