Menu
Inicio Gravidez Hilary Duff bebeu a placenta num smoothie depois de dar à luz

Hilary Duff bebeu a placenta num smoothie depois de dar à luz

A moda de comer a placenta depois do parto não é uma novidade, tendo sido uma opção de algumas celebridades como Kim Kardashian ou Jennifer Lopez.

A atriz e cantora norte-americana Hilary Duff foi recentemente mãe pela segunda vez. A bebé, Banks, é fruto da relação da cantora com o namorado de longa data Matthew Koma. Depois de dar à luz, a atriz seguiu aquela que é uma moda entre as celebridades: comeu a placenta.

Hilary, de 31 anos, falou sobre a experiência de ser mãe novamente e isso também incluiu o facto de ter adicionado a placenta a um smoothie, de acordo com a E!News. Aparentemente, o smoothie continha uma série de bagas e sumo de fruta para se notar menos que estava a beber a placenta.

A moda de comer a placenta depois do parto não é uma novidade, tendo sido uma opção de algumas caras bem conhecidas como Kim Kardashian, Fernanda Machado ou Jennifer Lopez. Hilary Duff acrescentou ainda que este foi o smoothie mais saboroso que bebeu em toda a sua vida. “Não bebia um smoothie tão bom desde os meus 10 anos. Estava repleto de calorias com sumo e fruta e era delicioso”.

No entanto, a história não acaba aqui. A atriz congelou o restante, de modo a poder fazer sumos posteriormente.

 

Será que também devo comer a minha placenta?

Há algum tempo, Hilary admitiu sentir-se um pouco cética quanto a este tema. Mas, no final das contas, os rumores de que consumir a placenta podiam ajudar a combater a depressão e a hemorragia pós-parto convenceram-na a experimentar. Infelizmente, não existem ainda provas de que ingerir a placenta tenha algum benefício. De facto, a maioria dos médicos acredita que fazê-lo é totalmente inútil e no pior dos cenários pode mesmo ser perigoso.

Um estudo de 2016 do Centro para o Controlo e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos revelou que um bebé de cinco dias de vida ficou doente, depois de a mãe ter consumido a placenta via comprimidos (processo pelo qual a placenta é seca e encapsulada). O bebé em questão contraiu uma infeção bacteriana que é encontrada na vagina ou no reto de cerca de uma em quatro mulheres saudáveis.

O perigo de contaminação é o principal risco de ingerir a placenta depois do parto. “Existe sempre a preocupação sobre infeções e existem preocupações sobre como a placenta é manuseada e guardada depois do parto”, afirma a médica Kecia Gaither. Estas preocupações são reais independentemente de ingerir a placenta num comprimido ou a comer num smoothie.

Ainda assim, Hilary Duff diz que a parte mais assustadora sobre dar à luz foi o facto de ter de perceber que não tinha o controlo da situação. “Tive de me lembrar de que o meu corpo tinha sido feito para isto e que eu conseguia fazer isto”.

Veja a galeria e conheça Blank, a filha mais nova de Hilary Duff.

Artigo via Women’s Health


 

Leia também

https://www.womenshealth.pt/living/afinal-quao-eficaz-regra-dos-cinco-segundos/

Brand Story