Menu
Inicio Saúde É assistente de bordo? A sua saúde pode estar em risco

É assistente de bordo? A sua saúde pode estar em risco

Ciência descobre que este tipo de profissionais está mais exposto a riscos de saúde.

assistente de bordo
assistente de bordo

Os assistentes de bordo apresentam taxas mais elevadas de vários tipos de cancro, incluindo cancro da mama e melanoma, em comparação com a restante população.

Depois de ter sido provado que este grupo profissional está, de facto, mais exposto aos riscos que acabam por causar a doença, a Harvard Flight Attendant Helath Study levou a pesquisa mais longe, identificando os tipos de cancro mais comuns nesta área profissional.

Cancro da mama, melanoma, cancro uterino, gastrointestinal, da tiroide e cervical, estão entre aqueles com maior prevalência nos assistentes de bordo. Adicionalmente, o estudo revelou, pela primeira vez, uma maior taxa de cancro da pele, que não melanoma, nos indivíduos com esta profissão.

De acordo com os dados obtidos, os assistentes de bordo apresentaram 51% mais prevalência de cancro da mama, duas vezes mais prevalência de melanoma e quatro vezes mais prevalência de cancro de pele que não melanoma, do que os indivíduos com profissões diferentes.

Assistentes de bordo estão mais expostos à radiação

“Aquilo que sabemos é que os pilotos e assistentes de bordo estão expostos a uma série de elementos – nomeadamente, níveis elevados de radiação provocados pela altitude elevada e radiação cósmica”, explica Irina Mordukhovich, investigadora de Harvard. Ainda que este tipo de elemento não seja preocupante para quem viaja ocasionalmente, apresenta riscos elevados para aqueles cuja profissão envolve voar de forma regular e repetida.

Além do contacto com a radiação, os assistentes de bordo lidam ainda com outro tipo de hábitos que podem ser prejudiciais para a saúde, tais como padrões de sono irregulares. Algumas investigações ligaram o trabalho por turnos e perturbações no ritmo circadiano a riscos mais elevados de cancro na próstata e mama.

Este estudo de Harvard contou com a participação de mais de cinco mil assistentes de bordo e foi recentemente publicado na revista científica Environmental Health.

Brand Story