Menu
Inicio Treino Passo a passo para fazer as flexões mais eficazes

Passo a passo para fazer as flexões mais eficazes

Procura intensidade e perfeição na execução das flexões? A WH dá-lhe as respostas

flexões

Se ao ouvir algo como ‘vamos às flexões’ dá por si a ter imensa vontade de parar para ir beber água ou fingir uma lesão, está na altura de olhar o movimento de frente. “As flexões são um exercício que deve ser incluído no treino das mulheres, sejam principiantes ou experientes”, explica Carolina Costa, Personal trainer na OUT FIT.

Apesar de parecerem inimigas – ali ao lado dos burpees, claro –, são, na verdade, um exercício multitarefa que permite combinar “um treino de força e um treino cardiovascular”, revela a especialista.

Além dos benefícios para peitorais, tricípites, deltoide e abdominais, fazer flexões aumenta a taxa metabólica e fortalece a massa óssea. “Neste caso, as articulações do ombro, cotovelo e pulso estão ativamente envolvidas, reduzindo-se o risco de lesão”, conclui a PT.

O exercício

Preparada para começar? Certifique-se de que o movimento é realizado de forma rigorosa. Ou seja, que levanta os joelhos e mantém o peito pouco elevado. Depois, siga estes conselhos para conseguir manter a postura e evitar lesões. Coloque as mãos em linha com os ombros. Para uma maior tonificação dos tricípites, aproxime os braços.

5 passos essenciais para fazer flexões sem se lesionar!
  1. Tente manter os cotovelos perto do corpo. Certifique-se de que não se deslocam para fora da linha imaginária com os ombros.
  2. Contraia os músculos do core com intensidade – esta zona é fundamental para a realização correta da flexão. Se sente as ancas a ceder em direção ao chão, é necessário apertar mais.
  3. A máxima anterior também se aplica aos glúteos – aperte-os! Este tipo de ativação muscular é fundamental para reduzir a pressão na parte inferior das costas e garantir que o rabo não se eleva acima da altura indicada na imagem.
  4. Deixar a cabeça descair é um dos erros mais comuns na realização de flexões. Fixe um ponto no chão, à sua frente, e certifique-se de que é o queixo (não o nariz) que está em linha com o chão.
  5. Separar as pernas poderá tornar a realização do exercício mais fácil no início. Contudo, o objetivo deverá ser trabalhar para as ir juntando. Assim aumenta o nível de dificuldade e, consequentemente, os benefícios do exercício.

Brand Story