Menu
Inicio Sexo Aqueça as noites frias com estes ‘jogos’ entre lençóis

Aqueça as noites frias com estes ‘jogos’ entre lençóis

Ainda se lembra das noites incríveis que tinham no início da relação? Com o passar do tempo, essa reação química vai passando.

Ainda se lembra das noites incríveis que tinham no início da relação? Tudo parecia uma lua-de-mel constante o sexo era de outro mundo. Mas, com o passar do tempo, essa reação química vai passando. Isto, a menos que siga os conselhos da Women’s Health para e use estas estratégias incendiárias para manter a chama da sua relação ativa.

Façam jogos

Aumentar os níveis de dopamina fora e dentro do quarto pode ajudar a conectar ambos os elementos do casal, mais tarde, entre lençóis. “O cérebro tem a capacidade de diferenciar a ansiedade externa causada por alguma situação da ansiedade interna causada pela atração que sente por alguém”, explica Victoria Zdrock psicóloga clínica. “Um boost fora do quarto pode ajudar quando mais importa”.

Qual é melhor forma de aumentar a ansiedade, sem provocar ataques cardíacos? Para Zdrock, o truque está na competição, que também ajuda a aumentar o desejo sexual e os níveis de testosterona. Uma corrida de aventura a dois ou uma competição em que estejam na mesma equipa também pode aumentar a comunicação e a cooperação entre os dois.

Nostalgia

Revisitar o clima de romance de há uns meses, trazendo o pequeno-almoço à cama, não é apenas um exercício de nostalgia. Recordar os momentos bons pode aumentar a noradrenalina, uma hormona que ajuda a dar brilho às memórias. Para a terapeuta sexual Laura Berman, “isto também vai intensificar as novas memórias”. Os arquivos internos do cérebro respondem melhor a cheiros, contextos, música, texturas e até comidas.

Contacto físico

A monogamia, na verdade, trata-se de um vício, segundo pesquisas, devido à oxitocina. Esta hormona combate o stress e aumenta a excitação, sendo libertada durante o orgasmo. A lição aqui é simples: aumentar a dose de oxitocina é a chave para uma relação mais intensa.

O contacto físico, que pode incluir dormir de conchinha ou até uma massagem, pode libertar uma série de químicos importantes. Peça ao seu parceiro para lhe fazer uma massagem depois da ação, começando pelas costas e acabando na zona do pescoço. Assim, a oxitocina vai estar ao rubro.

Assuma o controlo

Faça do seu parceiro o seu ‘brinquedo sexual’, de vez em quando. Um estudo recente da Universidade do Michigan chegou à conclusão de que os ratos fêmea revelaram um aumento dos níveis de dopamina quando estavam em situações de controlo.

Gloria Brama, terapeuta sexual, recomenda que crie um jogo ou uma fantasia em que você esteja numa posição de autoridade e o seu parceiro seja submisso. Experimente: professora 7 aluno ou enfermeira 7 paciente.

Tornem-se estranhos

Reinventem-se fora do quarto para refrescar a paixão. Segundo investigadores do Massachusetts Institute of Technology, o ser humano mantém dossiers neurais sobre as pessoas, guardados no cérebro. Este ‘documento’ é reorganizado quando conhecemos pessoas novas ou desenvolvemos relações mais profundas, explica o médico William Pollack, professor de psiquiatria da Harvard Medical School. Conhecerem pessoas novas ou levar a sua cara-metade a jantar com um casal seu amigo do ginásio vai fazer-vos verem-se um ao outro de uma nova forma.

Aprenda movimentos novos

Experimentar novas posições sexuais pode ajudar a aumentar os níveis de dopamina no cérebro, explica Helen Fisher, antropóloga. Ressonâncias magnéticas feitas pela Universidade de Oxford apontem para o facto de que aprender novas capacidades motoras- quer seja aprender a tocar guitarra ou novas acrobacias entre lençóis – ativa as mesmas regiões do cérebro do que ter um orgasmo.

Finja-se virgem

Voltar a vida sexual à estaca zero? Sim, pode ser uma boa ideia. Quando a relação já dura há algum tempo e ambos sabem como dar prazer um ao outro, é fácil esquecerem-se do ‘aquecimento’ e da sensualidade.

Comece por fazer uma pausa de três dias no sexo para criar mais desejo e vontade de antecipação, levando os níveis de dopamina ao extremo. Depois, passem a noite a brincar como adolescentes com a roupa vestida. Esperem mais uns dias e toquem-se de forma sensual, sem chegar ao ponto-chave.

Ao fim de mais dois dias podem avançar para algo mais intenso e, nesta fase, a dopamina e a testosterona vão estar completamente ao rubro.

Artigo via Men’s Health

Brand Story