Menu
Inicio Saúde Saiba como evitar a acne no verão

Saiba como evitar a acne no verão

O dr. Álvaro Moreira dá todos os conselhos e dicas para combater a acne na estação mais quente do ano, conseguindo, assim, uma pele mais saudável e estável.

O agravamento da acne durante os meses de verão resulta da desidratação provocada pelo sol e pelas temperaturas elevadas, que levam as glândulas sebáceas a produzir mais do que é habitual, tentando lubrificar a pele e impedir a perda excessiva de água.

O uso de camadas exageradas de protetor solar e a fricção da roupa de verão (frequentemente mais justa do que a de inverno) são outros fatores que levam a que os poros fiquem obstruídos com suor, contribuindo para um agravamento da acne durante os meses mais quentes.

No entanto, os principais fatores que deve culpar pela acne são as hormonas e as bactérias.

 

Acne no verão. Porque eu?

A menos que tome a pílula, uma mulher tem alterações hormonais normais durante o ciclo menstrual que são geralmente o principal fator responsável pela acne.

As glândulas sebáceas respondem às hormonas produzindo excessivamente sebo. Isto leva a um aumento das glândulas, aparecendo as famosas borbulhas na pele. Estas podem ficar colonizadas por bactérias, levando a pele a ficar vermelha e inflamada.

Não tomar banho imediatamente após o exercício é outro fator que contribui para que a acne piore. No verão, fazemos mais desporto, transpiramos mais, o que proporciona um ambiente ideal para as bactérias da acne (Propionibacterium acnes) se multiplicarem e causarem irritação das glândulas sebáceas e da pele.

Ainda é muito controversa a relação da dieta com a acne, embora seja um tema de investigação médica há muitos anos. O consenso atual é que existem alguns alimentos que provocam uma inflamação intestinal que pode contribuir para o problema da acne.

Alguns médicos sugerem que a alimentação a seguir para melhorar a acne deve ser pobre em lacticínios; incluir carne de origem biológica, isenta de hormonas e antibióticos; e ser rica em fruta e vegetais.

É importante lembrar que existem outros problemas de pele mais frequentes no verão que podem ser confundidos com acne, tais como a rosácea e a foliculite. Um dermatologista pode ajudar a distinguir entre estas condições.

 

O que posso fazer?

Uma esfoliação regular e o uso de produtos com retinóides e peróxido de benzoílo são alguns dos tratamentos mais recomendados hoje em dia. Outra substância cada vez mais popular, o ácido azelaico, tem uma ação antibacteriana que pode ser favorável nas peles com acne.

Embora seja um tratamento mais lento do que outros até se notar melhorias, é muito indicado para peles mais secas. Peelings superficiais com produtos com ácido salicílico e ácido glicólico são um truque já muito conhecido pelas mulheres que sofrem de acne.

Muitos destes produtos levam a um agravamento da acne durante as primeiras semanas de tratamento e, por vezes, apenas ao fim de alguns meses se alcança uma melhoria significativa. Em casos graves, é importante estabelecer um conceito de tratamento com o seu dermatologista e não trocar de produtos cosméticos e de tratamento a cada semana.

Na farmácia, procure produtos de pele não-comedogénicos e não se esqueça de retirar a maquilhagem antes de dormir para esta que não obstrua os poros. E nada de espremer as borbulhas e os pontos negros, o que apenas agrava a inflamação e pode deixar cicatrizes e manchas difíceis de tratar.

 

O nosso especialista: Dr. Álvaro Moreira, licenciado em Medicina pela Universidade do Porto e doutorado em Medicina pela Universidade Friedrich Alexander de Erlangen-Nürnberg.

Quer combater a acne? Leia também

Acne tardia e dolorosa? Entenda a condição

 

Brand Story