Menu
Inicio Saúde Apps de bem-estar não têm qualquer impacto na saúde

Apps de bem-estar não têm qualquer impacto na saúde

apps

O uso de aplicações móveis de saúde, treino e bem-estar é uma mais-valia para quem procura motivação e até algum tipo de acompanhamento.

Contudo, diz a ciência, a eficácia destas apps pode ficar aquém do desejado.

Segundo um recente estudo da Universidade de Bond, na Austrália, são escassas as evidências que comprovem que as apps tenham algum tipo de impacto no processo de emagrecimento de quem as usa.

Além disso, os níveis de qualidade de saúde mantiveram-se idênticos entre quem usa estas ferramentas digitais e quem não usa.

Publicado na revista Nature, o estudo teve por base uma revisão científica e a análise a fundo a 22 aplicações móveis de treino, saúde e bem-estar. De fora ficaram as que tinham como objetivo ajudar a deixar de fumar.

Apesar de o impacto das aplicações móveis de treino e bem-estar ter ficado aquém do desejado, os cientistas acreditam que, no entanto, estas ferramentas podem ser um trampolim para a mudança de comportamento e hábitos.

As redes sociais, por exemplo, podem ter um impacto negativo na autoestima – especialmente quando as pessoas não sabem separar a realidade do efeito ‘digital’ -, porém, existem casos de sucesso que merecem ser acompanhados e que podem ser um verdadeiro despertar de consciência. Como é o caso desta história inspiradora.

 

Conselho WH:

Quando o objetivo é perder peso, ganhar saúde ou simplesmente melhorar a qualidade de vida, nada melhor do que procurar ajuda junto de um profissional que assegure um acompanhamento especializado e personalizado.

 

https://www.womenshealth.pt/saude/rede-social-saude-mental/

 

Brand Story