Menu
Inicio Saúde Aparelho reprodutor feminino: Conheça o seu

Aparelho reprodutor feminino: Conheça o seu

Coloque os conhecimentos à prova e conheça melhor o aparelho reprodutor feminino.

sistema reprodutor

Achamos que já sabemos tudo. Mas, na verdade, parece que não! Um estudo promovido pela Women’s Health e pelo Congresso Americano de Obstetras e Ginecologistas veio demonstrar que afinal nós, mulheres, sabemos muito pouco sobre a nossa própria anatomia.

Metade das mulheres inquiridas pela WH foi incapaz de identificar as partes do aparelho reprodutor e respetivas funções. Relembre assim os seus conhecimentos sobre Educação Sexual:

1. OVÁRIOS

Os homens têm testículos e nós dois ovários do tamanho de uma amêndoa. No nascimento, encontram-se armazenados nos ovários cerca de um milhão de óvulos, dos quais mais de metade é reabsorvida durante a puberdade. Assim, na idade adulta, os seus ovários funcionarão com os que restaram, libertando até 400 óvulos ao longo da sua vida. Mantenha-os em forma ingerindo alimentos ricos em betacaroteno (cenouras, uvas e chá verde).

2. COLO DO ÚTERO

O colo do útero constitui a transição entre o útero e a vagina, uma zona muito suave e macia, que amolece com a subida dos estrogénios. Além disso, suporta (literalmente) o peso da gravidez, pelo que é crucial mantê-lo forte. Por outro lado, para evitar o cancro cervical, alguns compostos da curcuma, o ácido elágico (um polifenol) das framboesas e das nozes podem ajudar. Fumar, sem dúvida, mata o colo do útero.

3. ÚTERO

É um saco do tamanho de um punho, rodeado de músculo, constituindo um agradável lugar para alojar o seu “mini-eu” durante a gravidez (também é de onde surgem as dores menstruais). Os quilos a mais e os transtornos gastrointestinais, como a prisão de ventre, podem causar-lhe pressão, pelo que deve comer muita fibra. Os flavonoides presentes nos brócolos, nas couves e nos pimentos podem ajudá-la a prevenir o cancro.

4. VAGINA

É a grande guardiã do sistema reprodutor feminino: o seu equilíbrio ácido-base mantém as bactérias sob controlo. Caracteriza-se pela elevada flexibilidade: é como um tubo de 7-10 cm de comprimento e pode expandir-se ainda mais (até aos 15 cm) durante o coito ou o parto. Prescinda dos banhos de imersão e controle o consumo de açúcar, porque podem acabar com as bactérias “amigas” e favorecer a proliferação de fungos.

5. TROMPAS DE FALÓPIO

São passarelas de uns 12 cm de comprimento que ligam os ovários ao útero e estão revestidas de pelos idênticos a pestanas. Geralmente, é o lugar onde o esperma se encontra com o óvulo. Uma vez fertilizado, o embrião leva uns seis dias a chegar ao útero. Para tal, as trompas devem estar bem lubrificadas. Algumas doenças de transmissão sexual podem provocar bloqueios ou infertilidade. A acupuntura pode ajudar nestes casos.

Brand Story