Menu
Inicio Treino Fique mais ágil e ganhe resistência com estes exercícios

Fique mais ágil e ganhe resistência com estes exercícios

Fatores determinantes para melhorar as suas capacidades esquivas? Força, velocidade, flexibilidade e coordenação. E não se esqueça da flexibilidade

Fique mais ágil e ganhe resistência com estes exercícios

Desviar-se de pessoas no meio da rua quando está atrasada para o trabalho é, para alguns especialistas, um sinal de uma boa agilidade (pensava que era só necessidade?!). Segundo Cláudio Mocho, “citando Sheppard e Young, (2005) pode ser definida como uma rápida movimentação do corpo com mudanças rápidas de velocidade e direção na presença de um estímulo. Clark et al, (2012) acrescenta ainda que também pode ser entendida como a capacidade de acelerar, desacelerar, estabilizar e mudar de direção rapidamente, mantendo uma postura correta”.

Fatores determinantes para melhorar as suas capacidades esquivas? Força, velocidade, flexibilidade e coordenação. “Outro aspeto que influencia a agilidade é o equilíbrio”, acrescenta Cláudio, “já que permite ao indivíduo manter o sistema músculo-esquelético numa posição estática eficaz e controlar uma postura eficiente, quando em movimento”.

O teste

4 cones – Forme um quadrado com os cones separados por 4,5 metros entre eles. (a) Inicie o teste no centro do quadrado, com os pés à largura da anca e as coxas fletidas, de forma a baixar o centro de gravidade e conseguir assim reagir mais rapidamente e de forma explosiva ao sinal.

O teste consiste em tocar no pino frontal à esquerda com a mão esquerda (b) e voltar rapidamente ao centro. De seguida efetue o mesmo gesto para a direita, tocando com a mão direita e assim sucessivamente para os restantes pinos, sempre no sentido dos ponteiros do relógio. O movimento de tocar no pino implica uma flexão do tronco à frente e ligeiramente lateral, neste caso, para o lado do pino. O grande critério de êxito do teste será tocar o maior número de vezes nos quatro pinos durante um período de 15 segundos.

 

Melhore a sua resistência

Comece com intensidades e volumes de treino baixos e vá aumentando consoante a sua predisposição para o treino. Importante: Oiça o seu corpo e vá saindo da sua zona de conforto de forma progressiva. “Deverá iniciar o seu treino com exercícios calisténicos, utilizando o peso do seu corpo, adaptados a atividades do seu dia típico, ou como complemento às mesmas”, diz Cláudio. No início, dê mais ênfase a grandes grupos musculares e, a partir daí, vá evoluindo para outro tipo de resistências externas (elásticos, máquinas, pesos, etc.) de forma a desafiar o seu corpo constantemente. Não se esqueça de um bom aquecimento e sessão de alongamentos no final!

 

Brand Story