Menu
Inicio Gravidez Acupuntura (afinal) não aumenta a probabilidade de engravidar

Acupuntura (afinal) não aumenta a probabilidade de engravidar

Revela novo estudo.

Do tratamento da insónia à melhoria de sintomas associados ao stress, acredita-se que fazer acupuntura de forma regular tem efeitos positivos em várias vertentes do organismo. Contudo, há uma área da saúde no qual este tipo de tratamento parece não ter efeito direto: a fertilidade.

A conclusão é de um estudo realizado a mais de 800 mulheres residentes na Austrália e Nova Zelândia que passaram por processos de fertilização in vitro. O grupo foi dividido em dois: metade das participantes fez sessões de acupuntura regulares; a outra metade fez um tratamento alternativo que funcionou como placebo – o procedimento envolvia colocar uma agulha sem ponta em locais afastados dos habituais pontos de tratamento.

Os resultados

A investigação descobriu a existência de uma disparidade de 0,5% na diferença de taxa de nascimentos entre as mulheres que fizeram acupuntura (18,3%) e aquelas que receberam um tratamento alternativo (17,8%).

“Estes resultados não suportam a teoria de que a acupuntura pode ser utilizada para melhorar a taxa de nascimentos nas mulheres que fazem tratamentos in vitro”, explicam os autores.

“A probabilidade de um nascimento não foi estatisticamente diferente nos dois grupos depois de analisados indicadores como idade, número de ciclos in vitro feitos previamente e aqueles a decorrer no momento”, concluíram.

Apesar da conclusão, Caroline Smith, principal investigadora neste estudo, revela que fazer acupuntura durante este tipo de processo pode ter benefícios ao nível de relaxamento.

“Algumas investigações sugerem que os resultados de reprodução podem ser melhorados quando é realizada acupuntura, quando comparados com processos em que a prática não está envolvida”, defende.

 


Leia também:

https://www.womenshealth.pt/beleza/acupuntura-facial-organismo/


 

Brand Story