Menu
Inicio Beleza Ácido Ascórbico: Conheça todos os benefícios deste composto

Ácido Ascórbico: Conheça todos os benefícios deste composto

Ácido Ascórbico. Que é como quem diz: vitamina C, um dos ingredientes mais procurados e usados no mundo da cosmética.

O que é?

A vitamina C é uma vitamina hidrossolúvel e a sua versão “pura é aquela para a qual encontramos mais evidência clínica de eficácia”, explica a farmacêutica Marta Ferreira, defendendo que “os derivados de vitamina C podem ser úteis em conjugação com a vitamina C pura, por exemplo, em produtos indicados para pele sensível, permitindo evitar o uso de ácido ascórbico ou usá-lo em concentrações inferiores”.

O que faz?

A ação antioxidante é a sua principal mais-valia, mas há que destacar “uma capacidade moderada para promover a síntese de colagénio, já que é essencial para a síntese desta proteína, bem como para minimizar a produção de melanina, inibindo esse processo enzimático em mais do que uma etapa”, diz a especialista. “É frequentemente um dos ingredientes estrela nas gamas de cosméticos para o combate aos primeiros sinais do envelhecimento”.

Eficácia

Ora, a eficácia “não depende só da concentração, mas também da sua interação com os restantes ativos da formulação“, uma vez que a vitamina C é um composto instável e de fácil oxidação. Segundo Marta Ferreira, há “evidência clínica para a eficácia da vitamina C na forma de ácido ascórbico em concentrações iguais ou superiores a 5%. Contudo, poderá haver cosméticos com concentrações inferiores deste ativo, mas que aliam outros oxidantes por forma a obter um efeito sinérgico, e sabe-se que a partir de concentrações de 10 a 15% o ácido ascórbico pode tornar-se irritante para uma pele sensível”.

Como usar

Creme, máscara, gel de limpeza, sérum, água micelar, ampolas. São muitos os cosméticos que recorrem à vitamina C na sua formulação e, segundo a autora de O Livro da Pele, “podem ser usados em qualquer idade.

Cuidados a ter

“A vitamina C é muito sensível à oxidação, sofrendo este processo aquando do contacto com o oxigénio, metais pesados, ar ou água“, mas não só: o peróxido de benzoílo, degrada a vitamina C.

Quando não usar

Segundo Marta Ferreira, a vitamina C, apesar de comum na cosmética, “pode ser irritante para pele sensível, sobretudo em concentrações superiores a 10 ou 15%, dependendo do produto em questão”.

 

Brand Story