Menu
Inicio Beleza Como acabar com as manchas em ‘zonas críticas’?

Como acabar com as manchas em ‘zonas críticas’?

Não tarda trocamos a roupa de inverno por peças que deixem mais zonas do corpo à mostra, deixando à vista manchas que gostaríamos de evitar.

Como acabar com as manchas em ‘zonas críticas’?

Manchas nas pernas, nos cotovelos, nos joelhos ou mesmo na cara. A variedade de opções é grande e quase nenhuma mulher escapa a tal característica. As modelos de pele perfeita que vemos desfilar em muitas passerelles, em biquínis ou roupa interior, não entram na equação.

Voltemos aos casos reais, em ambiente dito ‘normal’. As manchas com que temos de lidar podem ser resultado de uma acne agressiva, depilação não cuidada, erupções por calor, pontos negros ou manchas castanhas. Podem surgir em várias zonas do corpo, embora sejam mas críticas aquelas que sofrem com a fricção constante da roupa justa, por exemplo, sem esquecer hábitos comuns que nem faz ideia de que estão a massacrar a sua pele.

Para esclarecer este tema, a Women’s Health falou com especialistas que lidam diariamente com os mais variados casos que se baseiam nesta questão. Além da explicação, vamos também indicar-lhe métodos de redução ou prevenção de tais manchas. Já lá vamos.

Que manchas são estas?

Raul Cetto, especialista em problemas cutâneos começa por explicar que a “pigmentação e acne são problemas com causas semelhantes”. Ross Perry, médico e diretor da Cosmedics UK esclarece que “as manchas consequentes da acne ocorrem quando os folículos capilares são ‘entupidos’ com óleo ou sujidade em excesso”. Contrariar tal efeito passa, então, por limpar e esfoliar corretamente a pele.

Para uma limpeza ainda mais completa no rosto, e tendo em vista a prevenção da acne, a Foreo sugere a ‘Espada de Luz’ (149,90€)

Foreo

Como descreve a marca, “o poder da luz LED azul focada do laser e pulsações T-Sonic elimina manchas definitivamente.

E as manchas acastanhadas?

Comuns em áreas como as pernas, sugerem uma produção concentrada de melanina. A melanina é a responsável por dar cor à nossa pele, ou seja, quando mais melanina tiver, mais escura será a sua pele. Sardas e sinais são áreas com concentração de melanina mas, quando a exposição solar é em demasia, as manchas solares podem surgir com um aspeto diferente de sinais. É o reflexo dos danos dos raios ultra violenta.

Solução: protetor solar, é claro. Não é só na praia que o sol queima. Se no dia-a-dia já adotou a prática de aplicar protetor solar na cara, talvez esteja na altura de começar a proteger também os braços e pernas quando os tem expostos.

Aos casos mais sensíveis e propícios a uma hiperpigmentação, existem linhas de cuidado especificamente pensadas a tais casos. Como sugestão, a Women’s Health aponta a linha PigmentBio, da Bioderma.

Água micelar, produto de limpeza ou cremes de rosto diários, baseiam-se numa mesma lógica de ajudar a reduzir a produção de melanina e estimular a renovação celular para um efeito aclarador corretivo e preventivo.

Como se livrar das manchas pós acne?

Antes da consequência da acne, há que preveni-la. No rosto, pernas ou costas, é sempre resultado de oleosidade em excesso. Tal causa inflamação da pele e a deixa sensível a práticas comuns como a depilação. Se a acne lhe é comum nas pernas, por exemplo, talvez o ideal seja optar pela depilação a laser.

Ainda, garante que mantém o corpo hidratado e que executa uma adequada limpeza com esfoliação pelo menos uma vez por semana.

Então e os pontos vermelhos?

A foliculite é o problema de pele que mais comummente causa pontos vermelhos”, diz Dr. Perry. “É causado pela inflamação dos folículos capilares e ocorre quando a pele é exposta a substâncias químicas e métodos de depilação irritantes”, explica.

É provável que o inchaço que vê após passar a lâmina sejam causados ​​pelo atrito da mesma. Por outro lado, pode se dever a pelo encravados, cujo resultado se assemelha a espigos.

Para uma esfoliação da pele que elimine as impurezas que se possam acumular, sugerimos o creme esfoliante da Lancôme (58,80€). É indicada para vários tipos de pele, até a mais sensível:

Se a causa for de facto a depilação, os pontos vermelhos tendem a desaparecer passados alguns dias. No entanto, reduzir a frequência com que se depila e aplicar um bom hidratante à base de ingredientes calmantes como Aloé Vera ou Manteiga de Karité será uma boa prática. Além disso, esfolie regularmente as áreas mais propensas a pelos encravados.

Artigo via Women’s Health Reino Unido

Brand Story