Menu
Inicio Living “A Women’s Health não é uma revista como as outras!”, editorial...

“A Women’s Health não é uma revista como as outras!”, editorial do diretor

Diana Chaves é capa da edição setembro-outubro da Women’s Health. Leia aqui o editorial do diretor.

A afirmação é minha e altamente suspeita por ter a WH “tatuada” na pele. Corre até o risco de ser exagerada, mas é, fundamentalmente, honesta e sentida. Proferia-a nestas férias de verão quando, entre amigos e amigas, se comparavam revistas femininas, interesses, projetos, capas… O tema foi tão bem desenvolvido por todos, é certo que regado a um bom vinho – daqueles que sabem melhor num pôr-do-sol de verão – que resolvi sintetizá-lo nesta página…

Uma revista 360

A Women’s Health chega às bancas de dois em dois meses, mas tem diariamente artigos no site e nas redes sociais. É uma marca que não consegue estar parada, ou não fosse o treino um dos seus pilares editoriais, a par da nutrição, da moda sporty, da beleza ativa, da saúde e da sustentabilidade. E é uma revista que oferece regularmente conteúdos que desafiam as portuguesas a cuidarem do seu bem-estar físico, mental e emocional. É, por fim, uma marca produtora de eventos micro e macro que proporcionam às suas leitoras experiências únicas, como o Health Fest, os Clubes WH ou o #NuncaMaisÉSábado.

A única do mundo

A WH é a única revista feminina portuguesa – provavelmente em todo o mundo – que integra as histórias de vida de leitoras em TODAS as edições. Mais, criámos-lhes um “concurso” para estarem na capa que acontece todos os anos! Conhece outra revista com esta preocupação genuína para com as suas leitoras?

Em agosto lançámos o passatempo às leitoras que quisessem realizar uma sessão fotográfica profissional com Margarida Corceiro e obtivemos mais de 400 participações! Portanto sim, esta é uma revista obcecada, de modo saudável, em agradar aquelas que compram, leem e sentem que esta é a sua revista-amiga. A única que as faz sorrir, desafia, ensina e elogia. Aquela que dá espaço às leitoras, que as deixa brilhar, que as une.

A elasticidade etária

Na capa da edição de agosto, tivemos Margarida Corceiro, de apenas 18 anos. Passámos uma mensagem à sua geração das inúmeras vantagens de seguirem, desde cedo, um estilo de vida saudável. Este mês, passamos para Diana Chaves que volta à Women’s Health naquela que me parece ser a melhor fase da sua vida. Diria mesmo que nunca assentou tão bem o chavão: “os 40 são os novos 20”.

De facto, é incrível ver a excelente forma física da Diana, a felicidade no rosto de quem é muito feliz a nível pessoal e que está num excelente momento profissional.

Diana que foi nadadora profissional no início da sua carreira e tão bem passou esses bons hábitos à sua filha Pilar, que vi nadar de forma irrepreensível no dia do shooting desta capa. Isto para dizer que, sem dúvidas, o desporto é um elemento fulcral na educação. Nele pode trabalhar-se, desenvolver-se e incutir-se bases de extrema importância na construção da personalidade: transmissão de valores, espírito de equipa, cidadania, dedicação, coesão social, etc. É precisamente nesse sentido que a Women’s Health tem sido dirigida e direcionada. Para as mulheres de hoje e para as de amanhã, sempre com o desporto e a alimentação saudável como base, os pés bem assentes na terra e uma gratidão às nossas leitoras que sabem que, por tudo o que escrevi, a Women’s Health não é uma revista como as outras!

Pedro Lucas, diretor da Women’s Health

Brand Story