Menu
Inicio Saúde A toma contínua da pílula é assim tão segura?

A toma contínua da pílula é assim tão segura?

A menstruação vai calhar mesmo nas férias e arruinar o descanso há tanto esperado. A solução? A toma contínua da pílula, mas será seguro?

A toma contínua da pílula é assim tão segura?

Não é incomum que a menstruação calhe justamente durante as férias, mas nenhuma mulher quer ter essa preocupação enquanto está na praia. A grande dúvida é como pode garantir, de forma segura, que a menstruação não vai estragar aqueles preciosos dias de descanso.

A Women’s Health falou com a Dra. Sílvia Cansela Roque, médica ginecologista do Hospital CUF Descobertas e esclarece todas as suas dúvidas sobre a toma contínua da pílula.

Quando acabamos uma cartela da pílula, é seguro começar logo outra, sem a pausa dos 7 dias, para evitar a menstruação?

“Sim, é seguro desde que faça a segunda caixa toda. Não pode, por exemplo, fazer uma semana e depois parar só porque já chegou. Tem de fazer as duas caixas de seguida. É eficaz e protege da gravidez”. A toma deve ainda ser iniciada assim que termina a primeira cartela. Se, por exemplo, o 21º comprimido foi na quarta-feira, então na quinta-feira tem de iniciar a nova toma.

E pode interromper a nova cartela quando quiser, ou é obrigatório tomar até ao fim?

“Se parar fica desprotegida logo quando para e fica desregulada nos meses seguintes. Pode descontrolar muita coisa e depois tem de esperar pela nova menstruação para recomeçar a toma”.

É possível a mulher sentir alguns sintomas como dores de cabeça, inchaço ou até tensão mamária, decorrentes da toma de uma nova cartela sem pausa, apesar de não menstruar?

“Às vezes pode haver uma pequena perda de sangue, denominado spoting. Em princípio é uma perda pequena e que não é motivo de preocupação. Depois quando acaba a segunda cartela vai ter a menstruação normal”.

Qualquer mulher pode recorrer a este truque?

Silvia Cansela Roque afirma que, “se for uma ou duas vezes por ano não tem problema nenhum” e não há nenhuma contraindicação à partida, pelo que a especialista reforça que as senhoras podem ficar descansadas. Ainda assim, o ideal é consultar o seu médico ginecologista antes de começar a segunda cartela.


Leia também

Cólicas menstruais? Truques para as evitar

 

Outros Artigos


Outros Conteúdos GMG

Brand Story