Menu
Inicio Novidades A prioridade que a monotonia nos rouba! Editorial do diretor

A prioridade que a monotonia nos rouba! Editorial do diretor

Joana Duarte regressa à capa da Women’s Health. Leia agora o editorial do diretor.

Diz-se que os seres humanos tendem a procurar o conforto da rotina. É provável que sim e talvez o façamos inconscientemente. Até consigo entender no sentido da procura em se alcançar uma vida mais segura a vários níveis – no trabalho, nos relacionamentos, etc. -, mas quando o encaro numa perspetiva não social, mas mais pessoal, não me restam dúvidas em afirmar que viver sob a mesma rotina pode tornar-se deveras perigoso. Sobretudo porque essa espécie de “dormir à sombra da bananeira”, a médio/longo prazo, pode desencadear problemas mentais e emocionais. Senão vejamos: numa sociedade global e tão competitiva como a atual, qualquer trabalhador que não revolucione regularmente aquilo que faz/produz, será facilmente ultrapassado. É um índice de stress diário; numa relação conjugal acontece o mesmo, sobretudo com os casais mais jovens, onde o “desprendimento é mais fácil e habitual”.

Digamos que o stress diário continua. Mas, claro, na relação com o nosso “eu” essa monotonia de ficarmos sempre para segundo ou terceiro plano faz-nos esquecer muitas vezes de olhar com o devido distanciamento para o nosso interior e de fazer uma autoanálise. É que é comum, muito comum, termos tudo e todos como prioridade, menos nós! Por norma, é preciso que nos falhe o chão para agirmos. E é aí que o burnout nos manda ao tapete. Mas atenção que nada do que escrevo tem uma interpretação estética, mas sim de nos obrigarmos a tirar tempo para nós, para fazer o que mais gostamos, o que sabemos que nos faz bem ou, simplesmente, para estarmos em silêncio.

Lembrem-se que todos temos pressões laborais, amores e desamores, picos de stress, mas todos podemos atenuar isso se estivermos predispostos a termo-nos como prioridade. Quando isso acontecer é sinal de que invertemos o jogo a nosso favor! Passámos a ser pessoas mais confiantes, felizes e capazes e pessoas bem consigo mesmo estão mais aptas para lidar com situações mais adversas.

Por isso, esta edição da WH foi direcionada precisamente para vos levar à reflexão, estando obviamente suportada por uma série de conteúdos “regados” de amor-próprio. Destaco o nosso primeiro Especial Yoga, com 24 páginas de informação útil de uma modalidade em crescendo com benefícios inequívocos para a saúde física, mental, emocional e comportamental.

Aproveito esta última edição de 2021 para, em nome de toda a equipa da Women’s Health Portugal, desejar a todas um feliz Natal e que 2022 seja, de facto, um ano inesquecível!

Pedro Lucas, diretor da Women’s Health

Brand Story